AGU evita perdas de R$ 237,2 bilhões no primeiro semestre

AGU evita perdas de R$ 237,2 bilhões no primeiro semestre

A Advocacia-Geral da União (AGU) anunciou hoje (18) que a atuação do órgão evitou perda de R$ 237,2 bilhões para os cofres públicos no primeiro semestre deste ano. Os valores seriam pagos pelo governo federal caso a União fosse condenada em processos judiciais envolvendo pagamentos de benefícios indevidos a servidores e a paralisação de leilões, entre outros casos. A economia também teve origem em ações nas quais advogados públicos garantiram ressarcimentos ao erário.

Segundo levantamento divulgado pelo órgão, a AGU obteve êxito em processos que somam R$ 204,9 bilhões, além de condenações de ressarcimento à União, no valor de 28,6 bilhões, além de cifras recuperadas em acordos de leniência no montante de R$ 3,7 bilhões.

A atuação da AGU também evitou a paralisação de obras de infraestrutura, como leilões de 12 aeroportos, dois portos, uma ferrovia e no processo de compra da Embraer pela Boeing.

De acordo com advogado-geral da União, André Mendonça, a AGU deu provas concretas de comprometimento com a “coisa pública”.

“Temos muito a avançar e não podemos esquecer que não trabalhamos para nós mesmos, nós trabalhamos para o país. O nosso compromisso é com o Brasil. Temos a reflexão de onde acertamos e onde podemos melhorar para que em seis meses vejamos muito mais resultados”, diz Mendonça.

A AGU também destaca que montou uma força-tarefa para atuar nas ações contra a tramitação da reforma da Previdência, que está em tramitação na Câmara dos Deputados.

Você pode gostar também

Limeira

Apartamentos do Residencial Rubi são sorteados nesta quinta

Os selecionados para receber os imóveis do Residencial Rubi devem comparecer ao sorteio dos apartamentos, que acontece na quinta-feira (30), às 17h, no Ginásio Poliesportivo Vô Lucato, no Parque Cidade

Limeira

Gigantão sofre novo ato de vandalismo

A Praça de Esportes Eduardo Basso, o Gigantão, recebeu mais uma ação de vandalismo nesta terça-feira (29). Foram pichados o reservatório de água e as paredes externas do centro esportivo,

Limeira

Fachin rejeita mais um recurso em habeas corpus de Lula no STF

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou seguimento ao novo recurso contra a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que havia chegado à Corte nesta

Deixe seu comentário