André Vargas diz que não usou compra de casa para lavar dinheiro

O ex-deputado federal André Vargas (sem partido-PR) disse hoje (14), em depoimento à Justiça Federal, em Curitiba, que não usou a compra de uma casa em Londrina (PR) para lavar dinheiro. De acordo com denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF), Vargas declarou ter pago R$ 500 mil pelo imóvel, mas o antigo dono da casa disse que vendeu o bem por R$ 980 mil.

Para os promotores, há indício de lavagem de dinheiro na operação. Além do ex-deputado, respondem à acusação de lavagem de dinheiro sua esposa, Eidilaira Soares, e o irmão de André Vargas, Leon Vargas.

“Minha casa cabe perfeitamente na minha receita”, disse Vargas ao juiz Sério Moro. “A origem dele [valor para a compra do imóvel] são economias pessoais, venda de um sítio e as movimentações financeiras da minha conta, todas do meu salário”.

Vargas afirmou que declarou ter pago um valor inferior a pedido do vendedor. Segundo o ex-parlamentar, a escritura da casa está no nome de Eidilaira, porque parte dos recursos para a compra da casa vieram da venda de um sítio que era da esposa.

De acordo com o MPF, a negociação foi feita para lavar parte do dinheiro recebido por Vargas vindo de propina na negociação de contratos de publicidade com o governo, descoberto durante as investigações da Operação Lava Jato. Neste caso, André Vargas e Leon Vargas foram condenados, junto com o publicitário Ricardo Hoffmann, pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Conforme as investigações, Vargas recebeu propina para a contratação de uma agência de publicidade com a Caixa Econômica Federal e o Ministério da Saúde.

Você pode gostar também

Polícia

Produto vendido no Clube da Luluzinha era roubado

Nesta quarta-feira (18), durante patrulhamento na Rua Virgílio Bassinello, no Parque Residencial Belinha Ometto, os policiais José Garcia Júnior e Julcimar Valentim de Andrade fizeram uma abordagem de rotina e

Polícia

Forças Armadas participam de operação conjunta com polícias em São Gonçalo

As Forças Armadas fazem uma operação conjunta com as polícias estaduais em comunidades de São Gonçalo, na região metropolitana do Rio de Janeiro. Os militares e policiais ocupam o Complexo

Polícia

Homem invade fórum com bombas e ameaça atear fogo em juíza em SP

A polícia de São Paulo prendeu em flagrante, na tarde desta quarta-feira (30), o motorista Alfredo José dos Santos, de 36 anos. Ele invadiu o fórum regional de Butantã e

Deixe seu comentário