Antigo zoo dará espaço a novo parque urbano em Limeira

Foto: Adilson Silveira

Foto: Adilson Silveira


A área de 20 mil metros quadrados do antigo zoo municipal, com árvores nativas e exóticas, está sendo transformada num parque urbano, com pistas de caminhada e áreas de descanso e contemplação, playground para crianças e outras áreas específicas. A intervenção começou nesta semana com a retirada de árvores caídas e pedaços de troncos, marcação dos percursos das trilhas e correções no piso de terra. A Prefeitura de Limeira fará uma enquete por meio do Facebook e de seu site para receber sugestões de nomes para o parque a partir da próxima semana.

O secretário municipal de Urbanismo, Alex Marques Rosa disse que o projeto ainda está em fase de conclusão, mas todas as intervenções serão realizadas com recursos de medidas compensatórias oriundos da instalação de loteamentos na cidade.

As ações iniciais envolvem limpeza, instalação de infraestrutura adequada para drenagem da área, implantação de pistas de caminhada e passeios intermediários e interligação de áreas internas. O muro da rua Boa Morte será refeito e, além disso, banheiros e acessos passarão por reformas. Haverá duas entradas de acesso, uma pela rua Boa Morte e outra pela rua Dr. Roberto Mange. O acesso de serviços será pela rua Tupinambás.

O novo parque será uma opção de lazer e entretenimento para a população, além de ajudar a preservar e dar uso à área, que pode ser considerada um recanto para pássaros urbanos, que buscam refúgio, alimento e proteção no local.

Rogério Mesquita, diretor de licenciamento e fiscalização da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente, explica que a nascente de água da área do parque contribui para a vazão do Ribeirão Tatu, importante manancial da cidade, além de formar dois lagos dentro da propriedade. O trecho também tem espécies arbóreas importantes, como palmeira imperial, coqueiro-jerivá, pau-ferro, pau-brasil, mata-fome e mirindiba-rosa.

“Algumas das árvores são nativas e têm mais de 100 anos, por isso é importante a preservação dessa mata, que também é um santuário de pássaros. Nossa proposta é fazer o enriquecimento da área com plantas ornamentais”, declara Mesquita.

História do local
O antigo zoológico foi instalado em 1968 numa parte da antiga chácara que pertencia à dona Maria Thereza Silvaira de Barros Camargo, neta de Prudente de Moraes, primeiro presidente civil do país, além disso ela foi a primeira prefeita de Limeira, em 1937, deputada, empresária e mãe de sete filhos. Ela doou a área para a prefeitura, sendo que o trecho de mata era o quintal do Palacete Tatuibi, onde Maria Thereza passeava aos finais de tarde. Ela era casada com o engenheiro e empresário Trajano de Barros Camargo, proprietário da empresa Macchina S. Paulo.

Escrito: Alessandra Morgado




Você pode gostar também

Limeira

Janeiro registra criação de 34,3 mil empregos formais

A criação de empregos com carteira assinada iniciou o ano com o segundo melhor nível para o mês em seis anos. Segundo dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e

Limeira

Brasil pode fechar acordo com EUA sobre Centro de Alcântara

O Brasil espera fechar um acordo com os Estados Unidos para a utilização comercial do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão, até o início de 2019. “É um

Limeira

Ministério investiga Facebook por violações à privacidade

A Secretaria Nacional do Consumidor (Senacom), órgão do Ministério da Justiça e Segurança Pública, abriu novo processo contra o Facebook para investigar supostas violações à privacidade e proteção de dados

Deixe seu comentário