Armas nucleares estão no topo de preocupações com paz e segurança, diz ONU

Armas nucleares estão no topo de preocupações com paz e segurança, diz ONU

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, afirmou nesta quarta-feira (20), eEm reunião no Conselho de Segurança da ONU, que as armas nucleares estão no topo das preocupações de paz e segurança. A informação é da ONU News.

A sessão no Conselho de Segurança abordou desafios contemporâneos complexos para a paz e a segurança internacionais, como a mudança climática, escassez de água, desigualdade social e crimes cibernéticos.. Para o chefe das Nações Unidas, os perigos das armas nucleares tornaram-se novamente uma prioridade. Segundo ele, as tensões são maiores hoje do que no fim da Guerra Fria.

Guterres também citou a mudança climática e a escassez de água como uma preocupação crescente tendo em conta que em meados deste século a demanda pelo recurso aumentará em mais de 40%. Ele citou ainda que a desigualdade e a exclusão sociais, que alimentam a frustração e a marginalização.

Outros perigos que crescem são os da cibersegurança, onde ganhos em avanços tecnológicos facilitaram que extremistas se comuniquem, espalhem informações distorcidas, recrutem seguidores e explorem pessoas.

Guerras e conflitos

O líder da ONU declarou que, a longo prazo, o número de conflitos armados diminuiu. Entretanto, no Oriente Médio e em partes da África novas guerras surgiram. Em relação à forma como se apresentam os conflitos, ele frisou que estão se tornando mais intratáveis e mais longos e “duram mais de 20 anos em média”.

Para ilustrar a complexidade das atuais guerras, Guterres disse que grupos armados competem para controlar instituições estatais, recursos naturais e territórios. Ele disse que o extremismo e demandas absolutistas deixam pouco espaço para a diplomacia.

“O mundo observa uma multiplicação de facções políticas e grupos armados não estatais havendo centenas deles apenas na Síria”. O chefe da ONU disse haver também um aumento na regionalização e na internacionalização dos conflitos.

Novas abordagens

Além de frisar a mudança em quantidade e qualidade nas ameaças à paz e à segurança internacionais, Guterres destacou que a mudança da natureza dos conflitos requer que sejam repensadas as abordagens da ONU. Para ele, a prevenção deve estar no centro de todas as ações da organização.

A prevenção também inclui a diplomacia preventiva esforços para responder prontamente a sinais de tensão e forjar soluções políticas. E a necessidade de unidade por parte do Conselho de Segurança.

Você pode gostar também

Mundo

Tiroteio deixa mortos em centro comercial de Munique

Uma troca de tiros foi relatada hoje (22) no centro comercial de Munique, na Alemanha, próximo ao parque olímpico da cidade. A informação foi divulgada pelo jornal Bild. Um porta-voz

Mundo

Macri admite que Argentina precisa de apoio externo e recorre ao FMI

O presidente da Argentina, Mauricio Macri, vai recorrer ao Fundo Monetário Internacional (FMI) em busca de apoio externo para equilibrar a situação financeira do país, depois da disparada do dólar

Mundo

Japão espera terminar formalmente 2ª Guerra Mundial com a Rússia

O governo japonês espera assinar um tratado de paz com a Rússia, colocando um fim formal à 2ª Guerra Mundial em uma reunião ministerial nesta semana. “Na reunião dos ministros

Deixe seu comentário