Audiência Pública sobre novo bairro esclarece questionamentos da população

Foto: Adilson Silveira

Foto: Adilson Silveira

A primeira audiência pública sobre o projeto urbanístico para o novo bairro que será implantado na área do antigo aeródromo, no Jd. Aeroporto, ocorreu na última terça-feira, 29 de março e reuniu cerca de 40 pessoas. O evento ocorreu no Teatro Nair Bello. O secretário de Urbanismo, Alex Rosa, avalia o encontro como positivo. “Houve intensa participação dos presentes e foi possível dialogar para esclarecer todos os questionamentos”, falou.

Na quarta-feira, 30, a Emeief Profª. Maria Apparecida de Luca Moore recebe a audiência, também às 19h. Toda a população está convidada a participar, apresentando propostas e questionamentos. “Neste segundo momento poderemos dar uma devolutiva a todos os que contribuíram com o projeto”, destaca Alex. Segundo ele, durante a etapa de pesquisas, foram ouvidas cerca de 4 mil moradores do entorno da área, que puderam dar sugestões, que foram contempladas. “O novo bairro terá impacto na região, por isso a importância dessa troca de informações”, frisou o secretário.

A primeira versão do projeto foi apresentada para a Prefeitura em setembro e já passou por algumas alterações. Toda a documentação está a disposição no site da prefeitura (limeira.sp.gov.br), para consulta pública. Entre os equipamentos comerciais previstos, está um mercado nos moldes do Mercado Modelo. Além disso, o projeto contempla a criação de espaços de lazer tanto no novo bairro quanto nos adjacentes, como o Ernesto Kühl, Santa Eulália e Odécio Degan.

A configuração urbana do local parte do princípio de privilegiar o pedestre, promovendo também a circulação por bicicletas. Será restrito o acesso a automóveis, e os espaços de estacionamento deverão gerar o mínimo de conflitos e cruzamentos com o pedestre. A estratégia de mobilidade prevê a integração com as futuras linhas do Rapidão.

Histórico
Em maio de 2015 foi publicado o decreto municipal 137/2015, que autorizou a empresa Bairro da Gente, bem como qualquer interessado, a apresentar uma proposta de desenvolvimento urbano integrado para o local. A empresa havia apresentado uma Manifestação de Interesse da Iniciativa Privada (MIP), o que motivou a publicação do decreto.

Como a área é do município, a prefeitura estabeleceu os critérios a serem contemplados nas propostas, e o ente privado apresenta as formas de se viabilizá-las, do ponto de vista urbanístico, econômico-financeiro e jurídico. Para viabilizar o empreendimento, poderá ser estabelecida uma PPP (Parceria Público-Privada), sem custos para o município, além da área.




Você pode gostar também

Limeira

Cerimônia marca abertura da Limeira Artesanatos 2018

Foi aberta oficialmente no início da tarde desta quinta-feira (3), no espaço de eventos do Shopping Nações, a segunda edição da feira Limeira Artesanatos que reúne artesãos dos mais variados

Limeira

CCR AutoBAn repassa mais de R$ 15 milhões a Limeira

Limeira recebeu da concessionária CCR AutoBAn, em 2016, R$ 15.290.502,26, referente ao repasse de ISSQN (Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza) oriundo das praças de pedágio. Desde 2001, quando iniciaram

Limeira

Tomaram posse os novos conselheiros do Cacs-Fundeb

Os novos membros do Conselho de Acompanhamento e Controle Social, o Cacs- Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação), que irão

Deixe seu comentário