Biblioteca Pedagógica funcionará em novo prédio localizado no Parque Cidade

A Biblioteca Pedagógica da Secretaria de Educação foi transferida para o prédio do extinto Museu da Joia, situado no Parque Cidade. O espaço já conta com toda a estrutura em funcionamento, atendendo os profissionais da rede municipal da educação e também a comunidade em geral. A transferência para o novo prédio ocorreu nos três primeiros meses do ano. A cerimônia de inauguração aconteceu nesta segunda-feira (27).

Foto: Rodolpho Rodrigues

A mudança da biblioteca para outro prédio atende um dos critérios estabelecidos pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) para a implantação do Polo Universidade Aberta do Brasil (UAB), que deverá ser implantado no município por meio da SME, mas ainda sem previsão de data.

O prefeito Paulo Hadich falou sobre a importância da inauguração da biblioteca e o que ela influenciará na vida das pessoas. “O que faz os projetos públicos se tornarem importante é a seriedade como eles são implantados. Os recursos municipais devem ser utilizados em políticas que interfiram na vida das pessoas. A prioridade desse governo sempre será melhorar a qualidade de vida das pessoas. Esse momento é de muita alegria pelo fato de saber que muitas passarão por aqui, além das crianças, e isso, fará toda a diferença na vida delas”, ressaltou.

A cerimônia de inauguração contou ainda com a presença do vice-prefeito, Antônio Carlos Lima, da Secretária de Cultura, Gláucia Bilato, do diretor de cultura da cidade de Descalvado, Luís Francisco Lefcadito Alvares, da professora homenageada, Eudóxia Silva de Castro, além de conselheiros e educadores. A secretária de Educação, Adriana Ijano Motta, estava satisfeita em partilhar a ocupação de um espaço público que será tão importante para a Educação e contemplará a população de um modo geral.

“Nós temos um projeto estratégico e intersetorial de tornar a leitura e o acesso a ela”, disse. A secretária ainda explicou que a iniciativa integra o projeto de Bibliotecas no Parque. “Além do projeto de bibliotecas em parceria com a Secretaria de Cultura, a proposta está também ligada ao projeto Philos, que será desenvolvido em 16 escolas da rede municipal”, destacou. Adriana.

Para o diretor de formação da Pasta, Ricardo Pereira, inaugurar uma biblioteca é proporcionar direito. Pereira ainda leu um trecho do livro “A Hora Estrela” de Clarice Lispector. “Quando inauguramos bibliotecas proporcionamos direitos a Guimarães Rosa, a Clarice Lispector e tantos outros autores importantes”, ressaltou.

Taciana Lefcadito Alvares, bibliotecária e coordenadora do projeto, disse que com a transferência de prédio, a biblioteca se beneficiará com a ampliação da estrutura física para atendimento, a popularização dos seus produtos e serviços de informação, tornando-se mais acessível e com maior visibilidade.

“A mudança também possibilitou a parceria com a Biblioteca Municipal Professor João de Sousa Ferraz para a realização do projeto Bibliotecas do Parque, objetivando compartilhar conhecimentos, experiências, esforços e recursos com a finalidade de ampliar e contribuir com a melhoria das condições educacionais e culturais da comunidade em geral”, explicou.

Com acessibilidade, a biblioteca pedagógica se aproximará da rede de escolas municipais para cumprimento da Lei nº 12.244, de 24 de maio de 2010, que determina a obrigatoriedade das bibliotecas escolares nas instituições de ensino com o bibliotecário, estabelecendo padrões mínimos para o funcionamento da unidade.

“Os projetos nas unidades escolares para a reorganização de suas bibliotecas e/ou salas de leitura já vêm acontecendo desde 2015 e a biblioteca pedagógica tem como meta a ampliação desses projetos para promover o acesso ao livro e à leitura potencializando a formação de leitores”, informou Taciana.

CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS
O projeto de contação de histórias foi retomado. Assim como a biblioteca, a sala de contação que antes estava instalada na Secretaria também foi transferida para um espaço da nova biblioteca pedagógica. O projeto desenvolvido pela equipe de professoras e contadoras da Pasta, Amanda Hergert Straliotto, Mara Belo e Tânia Geraldello, tem a finalidade de promover o incentivo à leitura aos alunos da rede municipal de ensino. As contações de histórias ocorrerão sempre às quartas e quintas – feiras, no período da manhã e da tarde

O espaço do “Recanto das Histórias” recebeu o mesmo ambiente alegre e atrativo para as crianças. A intenção do projeto também é auxiliar na recuperação de alunos que tenham dificuldades de leitura.

Amanda conta que a mudança também se deu devido à transferência do EJA (Ensino de Jovens e Adultos) para a antiga sala da contação. “Faz bastante sentido virmos para a nova biblioteca por conta da proximidade aos livros de histórias. Estamos nos adaptando. O espaço é ótimo, além de dar mais visibilidade ao nosso trabalho. A nossa agenda, inclusive, já está fechada até o final do ano”, disse.

Ainda de acordo com a contadora, as histórias continuarão sendo contadas também nas escolas da rede municipal. “Vamos continuar com os projetos de contação em consonância com as áreas de conhecimento do currículo, além das contações que envolvem a conscientização sobre a dengue, o projeto Limeira Limpa e a Horta Educativa”, afirmou.




Você pode gostar também

Limeira

Prefeito doa sangue ao Banco da Santa Casa

O prefeito Mario Botion reservou um tempo em sua agenda, na manhã de hoje (28), para doar sangue. O chefe do Executivo realizou o processo junto ao Banco de Sangue

Limeira

Custo de vida em São Paulo sobe 0,20% de abril para maio, diz Dieese

O Índice do Custo de Vida (ICV) na cidade de São Paulo, calculado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), aumentou 0,20% de abril para maio. Nos primeiros

Limeira

Pátio Limeira Shopping ganha totem de autoatendimento do Poupatempo

O Pátio Limeira Shopping recebe nesta quarta-feira, 27, o totem de autoatendimento do Poupatempo. O empreendimento é um dos 23 locais – até o momento – do estado de São

Deixe seu comentário