Brasil alcança 13 medalhas no Pan com ajuda do judô

Judoca Charles Chibana é ouro no Pan de Toronto. Foto: Roberto Castro / ME

Judoca Charles Chibana é ouro no Pan de Toronto. Foto: Roberto Castro / ME

O Brasil já está firme na disputa por medalhas nos Jogos Pan-Americanos, em Toronto, no Canadá. No final de semana foram 13, levando o país para o quinto lugar na competição. Foram quatro medalhas de ouro, quatro de prata e cinco de bronze. Canadá está na liderança com 24 medalhas, seguido por Estados Unidos, com 19, Colômbia, com 14 e México, com 18.

Ontem, Marcel Sturmer, na patinação artísca masculina e Felipe Almeida, no tiro conquistaram a medalha de ouro. Thalita Haas garantiu prata na patinação artística feminina e o time masculino de canoagem também ficou em segundo na prova de velocidade. O judô tem sido o principal motivo de alegria e orgulho para os brasileiros.

Em Mississauga, sexta maior cidade do Canadá, a pouco mais de 28 quilômetros do centro de Toronto, está o Centro de Esportes, onde acontecem as competições de judô dos Jogos Pan-Americanos. A judoca Érika Miranda foi a primeira a conquistar o ouro na categoria até 52 quilos (kg) feminino. Ela venceu a canadense Ecaterina Guica no sábado (11). Para a brasileira, prata nos Pan-Americanos do Rio de Janeiro, em 2007, e no de Guadalajara, em 2011, o ouro veio num bom momento.

“Essa sensação de dever cumprido e a medalha no peito é maravilhosa”!

Érika disse que teve que vencer a si mesma, por causa da competição, semelhante ao Jogos Olímpicos, onde ela teve experiências negativas, nas duas últimas edições, a de Pequim, em 2008 e a de Londres, em 2012.

“Uma (a de Pequim) não cheguei a lutar, por causa de lesão, na outra (a de Londres) fui derrotada logo na primeira luta e, assim, a gente fica abalada”, contou. Para ela, a superação em Toronto tem um gostinho especial.

“A minha maior dificuldade foi encarar a mim mesma, esses meus medos, e ver que isso já passou. É coisa nova, agora.”

O outro ouro veio da luta de Charles Chibana também contra um canadense, Antoine Bouchard, na categoria até 66 kg masculino. Uma vitória comemorada. No pódio, Charles recebeu a medalha do ministro do Esporte do Brasil, George Hilton.

O judô ainda obteve uma medalha de prata com Felipe Kitadai, da categoria ligeiro masculino e duas medalhas de bronze, uma para Rafaela Silva, na categoria até 57 kg, feminino, e outra para Nathália Brígida, na categoria até 48 kg. Nathália foi a primeira brasileira a conquistar uma medalha no Pan. Alex Pombo chegou a disputar o bronze, mas perdeu para o canadense Arthur Margelidon, na categoria até 73 kg masculino.

Essa tropa de elite do judô até poderia já começar a pensar no ouro olímpico em 2016, mas a campeã Érika acredita ser melhor ter como alvo o mundial em agosto.

“ Acho que depois do campeonato mundial, aí sim, a gente pode começar a pensar em Jogos Olímpicos, preparação. Um dia de cada vez,” disse.

E segurando a medalha, acrescentou contente: “ quero curtir essa medalhinha até chegar no Brasil, porque aí começa treino de novo, novos objetivos”.

Você pode gostar também

Esporte

Chama Olímpica chega ao Brasil e deve passar em Limeira dia 20 de julho

A lanterna contendo a Chama Olímpica acaba de chegar ao Aeroporto Internacional de Brasília, ponto de partida para um roteiro que, nos próximos 95 dias, incluirá 327 cidades das cinco

Esporte

Fisiculturista de Limeira ganha três prêmios nos EUA

Existe uma frase de Fernando Pessoa que diz: “O homem é do tamanho do seu sonho”. Foi com essa frase na cabeça que o atleta de fisiculturismo Akaoã Froes Martins,

Esporte

Aulas de judô têm atendimento ampliado pela Prefeitura

Com o objetivo de oferecer mais oportunidade no judô para crianças e adolescentes, a Prefeitura de Limeira, por meio da Secretaria de Esporte e Lazer, ampliou o número de aulas

Deixe seu comentário