Firjan: confiança do industrial fluminense tem maior queda da história

Firjan: confiança do industrial fluminense tem maior queda da história

O Índice de Confiança do Empresário Industrial Fluminense, elaborado pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), registrou, em abril, a maior queda mensal de toda a sua história, fechando em 33,9 pontos, com uma retração de 25,5 pontos em relação ao mês de março. O documento, divulgado hoje (22), aponta que o empresário fluminense está pessimista tanto em relação às condições atuais quanto à expectativa para os próximos seis meses devido ao cenário de incerteza provocado pela pandemia do novo coronavírus (covid-19).

“Nunca vimos uma queda mensal tão expressiva como esta. Estamos diante de um quadro totalmente novo, em que a incerteza é muito grande no que diz respeito a quando começaremos uma trajetória de recuperação econômica”, disse o gerente de Estudos Econômicos da Firjan, Jonathas Goulart. “Vínhamos de um momento de expectativa de recuperação econômica e a pandemia acabou com qualquer perspectiva de melhoria da atividade econômica no curto ou médio prazo. A paralisação das atividades por tempo indeterminado aumentou de forma significativa a insegurança do empresário em relação à intensidade e duração da crise”.

A queda de abril ocorreu após três meses de redução, acumulando menos 30 pontos desde janeiro. No indicador condições atuais (30,6 pontos), a confiança do empresário reduziu quase 23 pontos em comparação a março, traduzindo o impacto da paralisação sentido no dia a dia.

Expectativa
Ainda mais expressiva foi à queda do indicador expectativa. Após mais de dois anos de perspectivas positivas, o indicador retraiu 27 pontos em relação a março, chegando ao menor patamar (35,6 pontos) da série histórica, iniciada em 2010. A pesquisa foi realizada entre 1º e 14 de abril e varia de zero a 100 pontos. Os resultados acima de 50 representam melhora ou otimismo e, abaixo, indicam piora ou pessimismo.

O vice-presidente da Firjan e presidente do Conselho Empresarial de Economia da federação, Sérgio Duarte, ressalta a importância do auxílio do governo para que o empresariado reconstrua a sua confiança e atravesse este momento turbulento.

“As empresas que ainda não quebraram, ou vão quebrar ou vão sair da pandemia em condições muito críticas. Infelizmente, as mais afetadas serão as de pequeno porte, que representam a maioria em nosso estado. Portanto, é fundamental que o governo entre em campo disponibilizando soluções imediatas. Embora as medidas liberadas estejam indo na direção certa, ainda há muita burocracia a ser vencida para que essa ajuda chegue ao empresário na velocidade que ele necessita”, disse Duarte.

Para o vice-presidente, o avanço das reformas estruturais havia dado novo ânimo à confiança do industrial fluminense, embora sem apresentar o crescimento ideal. “No dia a dia, os empresários ainda atravessavam muitas dificuldades, mas a expectativa era de melhora. E esta é a principal mola propulsora da economia. Quando há expectativa, nos aventuramos mais, investimos e planejamos mais, porque estamos confiantes no futuro. O que temos agora é a conjunção de uma realidade econômica desastrosa e uma insegurança tremenda em relação ao que está por vir”, disse.

Previous Brasil tem 43 mil casos de coronavírus e 2,7 mil mortes registradas
Next Número de infectados na China pode ser 4 vezes maior que o oficial

You might also like

Brasil

Senado marca para terça-feira votação da PEC do adiamento das eleições

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), marcou para a próxima terça-feira (23) a votação da Proposta de Emenda à Constituição nº 18/2020, que trata do adiamento das eleições municipais,

Brasil

Receita abre hoje consulta a segundo lote de restituição do IR 2020

A Receita Federal abre hoje (23), às 9h, consulta ao segundo lote de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) de 2020. Mais de 3,3 milhões contribuintes receberão R$

Brasil

Conjunto de radares reforçará ações contra tráfico aéreo na fronteira

O presidente Jair Bolsonaro participou hoje (18) da inauguração da Estação Radar de Corumbá, cidade localizada na fronteira do Brasil com a Bolívia, no Mato Grosso do Sul. O novo

Brasil

A uma semana do fim do prazo, 70% dos contribuintes já entregaram o IR

A uma semana para o fim do prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) 2020, a Receita Federal recebeu, até o fim da tarde de

Brasil

BC cria grupo de trabalho para discutir emissão de moeda digital

O lançamento de uma moeda digital com garantia do governo avançou um passo hoje (20), com a criação de um grupo de trabalho pelo Banco Central (BC) para discutir a

Brasil

Brasil registra 4,33 milhões de casos de covid-19 e 131,6 mil mortes

O Ministério da Saúde informou, neste domingo (13), que foram registradas 14.768 novas infecções de covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando 4.330.455 casos desde o início da pandemia. Deste total,