Confiança da Indústria avança 1,4 ponto em agosto, diz FGV

Confiança da Indústria avança 1,4 ponto em agosto, diz FGV

O Índice de Confiança da Indústria avançou 1,4 ponto em agosto, totalizando 92,2 pontos, segundo levantamento da Fundação Getulio Vargas (FGV) divulgado hoje (29) em São Paulo. Houve alta da confiança em 11 dos 19 segmentos industriais avaliados.

O Índice da Situação Atual subiu 1,6 ponto para 90,0 pontos, o maior valor desde maio de 2014. Contribuiu para o resultado a melhor percepção sobre o nível dos estoques. A parcela de empresas que avaliam os estoques como excessivos caiu de 12,1% em julho para 10,8% em agosto, o menor percentual desde fevereiro de 2014.

Aumentou também o percentual de empresas que consideram o nível de estoques insuficiente: de 3,3% para 3,6% entre julho e agosto. Na avaliação da FGV, após piora consecutiva por quatro meses, as empresas continuam com estoques industriais indesejados em agosto.

O Índice de Expectativas aumentou 1,0 ponto e foi para 94,4 pontos. Contribuíram as melhores perspectivas para a produção nos três meses seguintes. O levantamento registrou alta na proporção de empresas prevendo produção maior de 29,1% para 34,2%. Aquelas que estimam produção menor passaram de 17,7% para 20,2% do total. Com o resultado, o indicador de produção prevista avançou 2,9 pontos, para 96,3 pontos.

O Nível de Utilização da Capacidade Instalada recuou 0,6 ponto percentual em agosto para 74,1%, nível próximo ao de junho e inferior à média no ano, de 74,5%.

Você pode gostar também

Cidades

Campos do Jordão registra temperatura mais baixa do país nesta quarta-feira

A temperatura no estado de São Paulo continua em queda até o próximo fim de semana. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), hoje (5) a máxima no estado será

Cidades

Procon-SP aponta variação de até 106,57% em ovos de Páscoa

Para auxiliar os consumidores na escolha dos presentes de Páscoa, a Fundação Procon-SP divulgou resultados de uma pesquisa sobre os preços dos produtos típicos desse período. No levantamento, realizado nos

Cidades

Rodovida: mortes nas estradas entre o fim do ano e o carnaval chegaram a 973

Durante o período de festas de fim de ano, das férias escolares e do carnaval, 973 pessoas morreram nas rodovias federais do país. O número faz parte do balanço da

Deixe seu comentário