Dia das Mães: Procon alerta os consumidores nas compras de última hora

Para quem deixou a compra do presente do Dia das Mães para a última hora, o Procon-SP apresenta algumas orientações para evitar problemas nesta data.

Na compra de produtos em promoção, o consumidor tem seus direitos garantidos. Cuidado com produtos vendidos nestas condições, pois podem estar danificados ou apresentar pequenos defeitos, especialmente mercadorias de mostruário. Solicite que o estado geral do produto seja especificado no pedido ou nota fiscal e faça constar as possíveis condições para troca.

Já a troca de produtos por conta de tamanho, cor ou modelo que não agradaram, apesar de ser liberalidade do comércio, são comuns e muitas lojas até mesmo se comprometem, no momento da venda, a realizá-las em determinado prazo. Nesses casos é importante que tal compromisso, e as condições para fazer a troca, constem por escrito na etiqueta do produto, na nota fiscal ou em um cartaz na loja.

Já no caso de defeitos, o fornecedor tem prazo de 30 dias para sanar o problema. Se não o fizer o consumidor pode exigir: a troca por outro produto novo; um abatimento proporcional do preço; o cancelamento da compra com a devolução de seu dinheiro, devidamente corrigido.

Mas se for um produto essencial, tal como geladeira ou fogão, o consumidor não precisa esperar pelo conserto e pode exigir imediatamente qualquer uma das três opções mencionadas.

Compras fora do estabelecimento
Nas compras feitas fora do estabelecimento comercial (por telefone, em domicílio, telemarketing, catálogos, internet, etc.) deve-se exigir o comprovante da data de entrega que foi combinado. No Estado de São Paulo existe legislação que possibilita ao consumidor escolher data e turno para a entrega da mercadoria.

O prazo de desistência da compra, nesses casos, é de sete dias de sua contratação ou do recebimento do produto, independente do motivo.

Restaurantes e Clínica de Estética
Antes de contratar a clínica, é importante saber que muitos tratamentos devem ter acompanhamento médico. Verifique se na clínica escolhida existe o profissional devidamente capacitado para esse acompanhamento e agende uma consulta para orientações e esclarecimentos.

Comer fora é um ato simples que por vezes pode trazer aborrecimentos. Os restaurantes, lanchonetes e similares devem ter afixado o cardápio com os preços, em moeda corrente, visível junto à entrada do local. Os fornecedores também devem informar a respeito de valores destinados ao couvert artístico e sobre as possibilidades para o pagamento da conta.




Você pode gostar também

Nacional

Pedidos de falência caem 17,1% no acumulado do ano

O número de pedidos de falência no Brasil caiu 17,1% de janeiro a novembro em comparação com o mesmo período de 2016, segundo levantamento divulgado hoje (4) pela Boa Vista

Nacional

Baldy confirma entrega de 75 mil moradias do Minha Casa, Minha Vida até março

O ministro das Cidades, Alexandre Baldy, informou hoje (8) que o governo deve retomar este ano as obras de 70 mil unidades do Programa Minha Casa, Minha Vida em todo

Nacional

Carnaval de São Paulo atrai 9 milhões de foliões

Os blocos de rua, os desfiles no Sambódromo do Anhembi e os palcos montados em diversos pontos da capital paulista receberam 9 milhões de foliões este ano. Este foi o

Deixe seu comentário