Emprego industrial fecha primeiros cinco meses do ano com queda de 5%

Emprego na indústria cai 1% em maio, em quinta queda consecutiva. Foto: Gilson Abreu

Emprego na indústria cai 1% em maio, em quinta queda consecutiva.
Foto: Gilson Abreu


O emprego industrial no Brasil acumulou retração de 5% de janeiro a maio deste ano, informou hoje (17) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os dados fazem parte da Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário na Indústria.

O emprego industrial fechou o mês de maio deste ano com queda de 1%, em relação a abril, o quinto resultado negativo consecutivo nesta base de comparação. A queda atingiu 5,8% na comparação com maio do ano passado.

Com isso, no ano, o acumulado de diminuição do pessoal ocupado atingiu 4.4%, nos últimos 12 meses. O recuo nesse mês foi o mais intenso desde fevereiro de 2009, quando a taxa de pessoal ocupado assalariado atingiu queda de 1,3%.

O número de horas pagas também teve taxas negativas nas seguintes comparações: queda de 1,3% em relação a abril deste ano; de 6,6% em comparação a maio de 2014; e de 5,6% no ano.

Você pode gostar também

Nacional

Contas externas iniciam ano com saldo negativo de US$ 6,548 bilhões

As contas externas brasileiras iniciaram o ano com saldo negativo. O déficit em transações correntes (compras e vendas de mercadorias e serviços e transferências de renda do país com outras

Nacional

Senai: eficiência energética exigirá especialização de trabalhadores

O Brasil deve ter, em 2030, cerca de 452 mil empregos ligados à eficiência energética, segundo estimativa Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). O cálculo foi feito a partir dos

Nacional

IGP-M acumula deflação de 1,3% em 12 meses

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), usado no reajuste dos contratos de aluguel, registrou inflação de 0,3% na segunda prévia de outubro deste ano. A taxa é inferior

Deixe seu comentário