Exportação de café reduz 5,9% em janeiro

Exportação de café reduz 5,9% em janeiro

As exportações de café recuaram 5,9%, em janeiro, na comparação com o mesmo mês no ano passado, segundo o Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé). Foram exportadas 2.490.023 sacas, com receita cambial de US$ 400,9 milhões.

O café arábica respondeu por 93% do volume total de exportações (2.316.280 sacas), seguido pelo solúvel, com 6,5% (160.766 sacas), e robusta, com 0,5% (11.320 sacas). O preço médio foi de US$ 161,01, com decréscimo de 8,5% na comparação com o mesmo período do ano passado, quando a média era de US$ 175,96.

Países

A Alemanha foi o maior importador do café brasileiro em janeiro, com 20,6% de participação (513.070 sacas). Os Estados Unidos, que lideravam o ranking desde março de 2017, ocupam a segunda posição, com 17,9% (444.726 sacas). O Japão está na terceira colocação com 8,8% de participação (218.817 sacas).

Ainda figuram no ranking a Itália, com 8,6% (214.808 sacas), e Bélgica, com 6,5% (162.413 sacas). No período, o Reino Unido e o Canadá ganham destaque com crescimento nos embarques recebidos do Brasil, respectivamente de 38,25% (62.967 sacas) e 15,52% (58.076 sacas).

Pelo Porto de Santos saiu a maior parte das exportações, equivalente a 83,5% (2.079.833 sacas). O Porto do Rio de Janeiro aparece na sequência, com 12,7% dos embarques (315.384 sacas).

Café diferenciado

Os cafés diferenciados registraram 21,1% de participação nas exportações em janeiro. No mesmo mês do ano passado, esse volume representou 14,9%. O total de sacas exportadas foi de 524.851 e o preço médio ficou em US$ 189,39.

Você pode gostar também

Nacional

Caso de febre amarela é confirmado no Distrito Federal

Um caso de febre amarela em humano no Distrito Federal (DF) foi confirmado este ano pela Secretaria de Saúde. Ele ocorreu em janeiro, na Granja do Torto, e o paciente

Nacional

Causas de explosão no Rio só serão conhecidas em 30 dias

Serão necessários pelo menos 30 dias para saber o que causou a explosão na madrugada de hoje (19) em São Cristóvão, zona norte do Rio. Segundo informações da 17ª Delegacia

Nacional

Banco Central bloqueia R$ 2 milhões de 46 investigados na Carne Fraca

O Banco Central bloqueou cerca de R$ 2 milhões de contas de 46 investigados na Operação Carne Fraca, deflagrada ontem pela Polícia Federal. A Justiça Federal determinou que o Banco

Deixe seu comentário