Feira do Produtor Rural diversifica produção de hortaliças em Limeira

Aumentar a produção, diversificar as hortaliças e melhorar a renda foram os benefícios que o agricultor Guilherme Vitor Hergert, 41, encontrou depois que começou a participar da Feira do Produtor Rural, lançada há dois anos pela Prefeitura de Limeira, com apoio da Associação Viva Pires. A Feira funciona todas as quartas-feiras, das 16h às 20h, no Parque Cidade, ao lado da Biblioteca Municipal.

Na propriedade de sete alqueires no bairro do Pinhal, que pertence à família há três gerações, Hergert conta com o apoio da esposa, de um sobrinho e de uma prima para produzir alface, rúcula, almeirão e cheiro-verde. Após a participação na feira, ele também passou a cultivar limão, rabanete, alho-poró, brócolis e mandioca. “Essa Feira era algo que o produtor queria há muito tempo: um espaço para vender diretamente o produto à população”, frisou. Ele afirmou que tem planos para expandir a produção e investir no cultivo de ‘tomatinho’. “A Feira aumentou meu faturamento de 30% a 40%. Agora tenho um fôlego maior no final do mês. Espero que a prefeitura crie mais um ponto de venda, em outro local”, ressaltou.

Criada em 4 de junho de 2014, pelo Decreto Municipal n.º 288, a Feira tem como objetivo estimular a produção de hortifrutigranjeiros e produtos derivados da agroindústria artesanal. O diretor de extensão rural da Secretaria de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente, Dirceu Brasil, ressaltou que a iniciativa vem dando bons resultados. “A Feira permitiu que o agricultor aumentasse o potencial de produção e comercialização. Além disso, houve o desenvolvimento das tecnologias agrícolas e a melhoria da irrigação para evitar desperdício de água”, disse.

Outra vantagem da Feira, segundo Brasil, é a possibilidade de agregar qualidades ao alimento comercializado, com o incremento da embalagem e das formas de apresentação. “Muitos agricultores passaram a oferecer os produtos em bandejas, lavados e cortados.” O trabalho de extensão rural, promovido pela Prefeitura, também tem contribuído para a melhoria do meio ambiente. Nesse sentido, ele destacou a participação dos agricultores em palestras e conferências na área. “Para a população, a vantagem é o produto fresco, produzido com pouco ou sem o uso de defensivos agrícolas”, afirmou.

Carolina Furlan Carcaioli Bilato, 29, participa da Feira há sete meses, comercializando cinco tipos de cogumelos: shimeji branco, paris, porto belo, salmão e shitaki. Ela contou que decidiu aderir à Feira para divulgar o seu produto e vendê-lo diretamente à população. Desde então, precisou aumentar 40% o volume de produção para dar conta de atender à demanda. No sítio localizado no bairro São João, ela produz mensalmente 200 quilos de cogumelos, sendo que 25% são destinados à Feira. “Acho a proposta interessante tanto para o produtor quanto para a população. Espero aumentar a safra e a variedade de cogumelos, para que as pessoas tenham mais acesso a esse produto”, afirmou. Ela disse, ainda, que pretende conquistar a certificação orgânica, como forma de trazer mais segurança ao consumidor. “Desejo que a Feira cresça e continue nas próximas gestões.”

Segundo Brasil, a Secretaria de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente vistoria todas as propriedades dos agricultores que atuam na Feira para verificar a qualidade do sistema de produção. Informações pelo telefone 3451-7309.

Serviço:
Feira do Produtor Rural
Dia: toda quarta-feira
Horário: das 16h às 20h
Local: Parque Cidade de Limeira – rua José Botelho Veloso, s/nº

Você pode gostar também

Limeira

Guardia diz que governo não estuda subsídio para a gasolina

O governo não está discutindo nenhum programa de subsídio para a gasolina. A afirmação é do ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, que participou hoje (5) do seminário Diálogo Público –

Limeira

Limeira terá festival Food Truck

A primeira edição do Limeira Food Truck será realizada nos dias 28, 29 e 30 de agosto na Praça Toledo Barros, em Limeira. Trata-se de um festival gastronômico que terá

Limeira

Preços de ovos dos supermercados e caseiros tem diferença de mais de 400%

Neste ano, a Páscoa será comemorada no dia 27 de março e, apesar de celebrar a ressurreição de Jesus, a data movimenta o comércio de ovos de páscoa e chocolates

Deixe seu comentário