Forças Armadas participam de operação conjunta com polícias em São Gonçalo

Forças Armadas participam de operação conjunta com polícias em São Gonçalo

As Forças Armadas fazem uma operação conjunta com as polícias estaduais em comunidades de São Gonçalo, na região metropolitana do Rio de Janeiro. Os militares e policiais ocupam o Complexo do Salgueiro e a comunidade do Anaia, segundo a Secretaria Estadual de Segurança.

Além das Forças Armadas e das polícias estaduais, participam da ação a Força Nacional de Segurança, a Polícia Federal e a Polícia Rodoviária Federal.

Os militares estão posicionados em pontos estratégicos no entorno das comunidades, enquanto as polícias buscam criminosos e armas dentro das favelas. Algumas ruas estão interditadas e o espaço aéreo está controlado, com restrições dinâmicas para aeronaves civis nas áreas onde há operação. Não há interferência nas operações dos aeroportos, de acordo com a Secretaria Estadual de Segurança.

Esta é mais uma operação do Plano Nacional de Segurança Pública no Rio de Janeiro, iniciado no final de julho deste ano. Entre as ações já realizadas estão uma ocupação da comunidade da Rocinha, na zona sul da cidade, por uma semana, no final de setembro.

Segundo o chefe do Estado-Maior Conjunto das Operações em Apoio ao Plano Nacional, almirante Roberto Rossatto, até o final de outubro, a mobilização das Forças Armadas já havia custado cerca de R$ 25 milhões aos cofres públicos.

Você pode gostar também

Polícia

Helicóptero que caiu com filho de Alckmin tinha componentes desconectados

O relatório final do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), vinculado à Aeronáutica, sobre a queda de helicóptero em Carapicuíba (SP), que matou Thomaz Rodrigues Alckmin, filho

Polícia

Modelo Aline Furlan é encontrada morta

O corpo de Aline Pereira Godoi Furlan, 28 anos, foi encontrado na manhã deste domingo na Rodovia Luiz de Queiroz (SP 304) em Piracicaba. Ela estava dentro do veiculo em

Polícia

Menino desaparecido está com o pai

As redes sociais se movimentaram no fim de semana de Carnaval sobre o suposto desaparecimento de um menino de seis anos nas imediações do Bairro Egisto Ragazzo. Segundo as investigações,

Deixe seu comentário