Fundo Municipal de Limeira destinará mais de R$ 1 milhão a entidades

Fundo Municipal de Limeira destinará mais de R$ 1 milhão a entidades

O Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente repassará R$ 1.048.955,62 para Organizações da Sociedade Civil de Limeira (OSCs). Ao todo, foram 20 termos de fomento assinados ontem (10), durante evento que reuniu representantes do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, das Organizações da Sociedade Civil e do Ceprosom (Centro de Promoção Social Municipal) na Casa dos Conselhos. Os repasses serão feitos ao longo do ano.

No ano passado, 30 projetos foram apresentados ao CMDCA e 28 foram aprovados por uma comissão de análise. “Em 2016, nós fizemos o chamamento público e abrimos as inscrições para os projetos com os eixos de atuação já definidos, como atendimento socioeducativo ao adolescente em cumprimento de medida socioeducativa e suas ações, enfrentamento ao trabalho infantil no município, acolhimento institucional de crianças, adolescentes e jovens, serviço de convivência e fortalecimento de vínculos, entre outros”, explicou a presidente do conselho, Paula Furlan Gomes.

As OSCs que receberão recursos por meio do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente são: Ainda, Equoterapia Daoud, Cedeca, Casa da Criança Santa Terezinha, CAMPL, Ideli, Centro Social Sul, Núcleo Nova Vida, Aril, Apae, Lar Uma Nova Esperança, Casa de Misericórdia e Aldeia Movimento Pró-Cultura. “São entidades que atendem especialmente crianças e adolescentes e que os projetos atenderam às normativas do Condeca e do marco regulatório”, explicou a presidente do Ceprosom, Aucélia Damaceno.

O recurso do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente é oriundo de doações e de repasses do Imposto de Renda. Dos 28 projetos aprovados, 8 não serão executados por falta de recurso.

COMO DESTINAR
Qualquer pessoa pode fazer a doação do IR (Imposto de Renda) para o Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente. O supervisor regional do IR para o Estado de São Paulo, Valter Koppe, explica que a doação ou destinação pode ser feita em dois momentos. Durante todo o ano com pagamento de boleto diretamente ao fundo, ou destinação e doação para entidades com projetos pré-aprovados.

A outra opção é destinar até 3% do IR devido de pessoas físicas que utilizam o antigo modelo completo, hoje chamado modelo pelas deduções legais. Para isso, o contribuinte precisa elaborar a declaração e a destinação pode ser tanto pelo imposto a pagar quanto pelo a restituir. No final da declaração, a pessoa não pode se esquecer de imprimir e pagar a DARF até o dia 28 de abril, recolhendo assim, o dinheiro para o fundo municipal. “Nesta opção, o contribuinte não escolhe uma entidade, o dinheiro vai direto para o fundo municipal”, explica Koppe.




Você pode gostar também

Limeira

Planos de saúde realizaram mais de 1,5 bilhão de procedimentos em 2017

Os planos de saúde brasileiros realizaram 1,51 bilhão de procedimentos médicos e odontológicos em 2017. Segundo dados divulgados hoje (3) pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), o número é

Limeira

Mês do Idoso é lançado em Limeira

A Presidente do Fundo Social de Solidariedade, Roberta Botion, participou nesta segunda-feira (2), da abertura do Mês do Idoso, durante cerimônia realizada no auditório do Senac, em Limeira. Após a

Limeira

Jungmann: PF está à disposição para investigar caso Marielle

O governo federal colocou a Polícia Federal e o Ministério Público Federal à disposição do Rio de Janeiro para colaborar nas investigações da execução da vereadora Marielle Franco e do

Deixe seu comentário