Grupo que reúne 12 países pede auditoria urgente sobre eleição na Venezuela

Grupo que reúne 12 países pede auditoria urgente sobre eleição na Venezuela

Os governos do chamado Grupo de Lima, formado por 12 países da América, incluindo o Brasil, divulgaram hoje (17) um comunicado pedindo a realização urgente de uma auditoria independente na eleição da Venezuela, ocorrida no último domingo (15). Segundo o grupo, a auditoria deve ser acompanhada por observadores internacionais especializados e reconhecidos, “a fim de esclarecer a controvérsia gerada sobre os resultados da referida eleição e conhecer o verdadeiro pronunciamento do povo venezuelano”.

A nota também aponta que as eleições, para eleger governadores dos estados, foram caracterizadas por diversos obstáculos, atos de intimidação, manipulação e irregularidades, que colocam em questão os resultados do processo. O Grupo de Lima é formado pelos governos de Argentina, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, Honduras, México, Panamá, Paraguai e Peru.

Após as eleições para eleger governadores na Venezuela, os opositores questionaram os resultados, que indicaram a vitória dos candidatos governistas em 17 dos 23 estados, O governo dos Estados Unidos também questionou a legitimidade das eleições.

Acordo

O Ministério das Relações Exteriores divulgou hoje (17) a realização de um acordo entre os governos do Brasil, da Índia e da África do Sul sobre o Fundo IBAS para o Alívio da Pobreza e da Fome, com objetivo de financiar projetos de cooperação para o benefício de populações de países em desenvolvimento. Segundo o acordo, cada país vai contribuir anualmente com US$ 1 milhão para o fundo.

Você pode gostar também

Mundo

Inquérito revela que avião da Malaysian Airlines foi abatido por míssil russo

Investigadores internacionais concluíram que o avião da Malaysian Airlines, que fazia o voo MH17, foi abatido por um míssil BUK, de fabricação russa, disparado do Leste da Ucrânia, informa hoje

Mundo

Mascarado armado invade cinema na Alemanha, faz reféns e é morto pela polícia

Um homem mascarado e armado com um rifle invadiu na tarde desta quinta-feira (23) um cinema da rede Kinopolis na cidade alemã de Viernheim, próximo a Frankfurt, no Oeste do

Mundo

Mulher de atirador sabia do atentado e poderá ser acusada pela polícia

A mulher de Omar Mateen, o atirador que matou 49 pessoas e feriu mais de 50 na boate Pulse, em Orlando, na Flórida, sabia dos planos do marido para o

Deixe seu comentário