Hadich apresenta projeto de aposentadoria especial a GCMs

A aposentadoria especial aos GCMs é uma das ações previstas pelo governo de Paulo Hadich. Foto: Marcelo Alixandre

A aposentadoria especial aos GCMs é uma das ações previstas pelo governo de Paulo Hadich.
Foto: Marcelo Alixandre

O prefeito Paulo Hadich encaminhou nesta segunda-feira (25), à Câmara Municipal, em regime de urgência, projeto de lei complementar que regulamenta a aposentadoria especial para os guardas-civis municipais.

Pela proposta, os GCMs passam a se aposentar a partir de 30 anos de contribuição, com pelo menos 20 anos na carreira, e, no caso das mulheres, com 25 anos de contribuição e 15 na função.

A aposentadoria especial aos GCMs é uma das ações previstas pelo governo do prefeito Paulo Hadich e fez parte das discussões do acordo coletivo deste ano, assinado em 28 de março.

O projeto acrescenta o artigo 26-A, incisos I e II, à Lei Complementar 487/2009, que reorganiza o Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) do Município de Limeira.

Segundo o dispositivo, os integrantes da Guarda Civil Municipal serão aposentados, de forma voluntária, sem limite de idade, com proventos integrais, desde que comprovem: 25 anos de contribuição, contando com pelo menos 15 anos de efetivo exercício em cargo da carreira de GCM, para mulher; e, para homem, 30 anos de contribuição, com pelo menos 20 anos de efetivo exercício em cargo da carreira da corporação.

De acordo com o prefeito, a aposentadoria especial tem por fundamento a própria Constituição Federal, que prevê esta possibilidade nos casos de servidores que exerçam atividades de risco ou sob condições especiais que prejudiquem a saúde ou a integridade física. “Esta proposta vem ao encontro dos anseios da categoria, que há tempos buscava este benefício”, declarou.

O presidente do Sindguarda (Sindicato dos Guardas Municipais de Limeira e Região), Rubens Bueno, disse que a aposentadoria especial era uma reivindicação antiga da categoria e fez parte do plano de governo do prefeito Paulo Hadich. “Na campanha, Hadich falou que daria uma atenção especial para isso e está cumprindo. A categoria está bastante satisfeita.”

A mudança na qualidade de vida dos GCMs, para Bueno, é significativa. “É uma diferença grande. Antes, o guarda-civil tinha que ter 35 anos de contribuição e havia idade mínima para se aposentar. Agora não haverá mais este limite de idade”, comparou.

Na atual gestão, a Prefeitura de Limeira já havia incorporado o RET (Regime Especial de Trabalho) – gratificação salarial da GCM – na aposentadoria, mantendo o padrão de remuneração do agente mesmo depois de aposentado. “É um reconhecimento ao trabalho do servidor público”, afirmou Hadich.

A GCM também passou por uma reformulação desde que o prefeito iniciou seu governo em 2013. Houve a renovação total da frota, hoje formada por 60 veículos, a contratação de mais guardas-civis municipais, com 340 homens e mulheres compondo o efetivo, a implantação da Muralha Digital, que conta com 41 câmeras inteligentes para monitorar pontos estratégicos da cidade, novos uniformes e armamento, incluindo armas não-letais.

Você pode gostar também

Limeira

Presídio é inaugurado pelo Estado; SAP elogia ações de Limeira

O governo estadual, por meio da Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), inaugurou na manhã desta sexta-feira o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Limeira, a 170ª unidade prisional do Estado.

Limeira

Falso concurso para Prefeitura de Limeira é divulgado em redes sociais

A informação de um processo seletivo para Prefeitura de Limeira que vem sendo compartilhado nas redes sociais esta semana é falsa. O Alô Limeira entrou em contato com a Secretaria

Limeira

Forças Armadas fazem operação no Rio de Janeiro

Cerca de 2.500 militares das Forças Armadas fazem hoje (29) uma operação no Complexo do Salgueiro, no município de São Gonçalo, na zona metropolitana do Rio, e na Baía de

Deixe seu comentário