Isenção de cobrança de pedágio para eixo suspenso começa amanhã em SP

Isenção de cobrança de pedágio para eixo suspenso começa amanhã em SP

A isenção da cobrança de pedágio dos caminhões que circularem vazios sobre os eixos que mantiverem suspensos começa a vigorar, a partir da 0h desta quinta-feira (1º), nas rodovias paulistas. A medida faz parte do acordo anunciado pelo governador Márcio França com os caminhoneiros em greve no estado.

O Diário Oficial de São Paulo publica amanhã uma resolução da Secretaria de Logística e Transporte suspendendo a cobrança da tarifa. A mesma medida foi publicada como medida provisória (MP) pelo presidente Michel Temer para vigorar em todas rodovias do território nacional na segunda-feira (28). Temer publicou também mais duas MPs como resultado da negociação com os caminhoneiros, uma tratando da tabela mínima para o frete e a outra para que a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) contrate transporte rodoviário de cargas, com dispensa do procedimento licitatório, para até 30% da demanda anual de frete da empresa.

O estado de São Paulo tem 8,3 mil quilômetros no Programa de Concessões Rodoviárias. Todas as praças de pedágios seguirão a suspensão da cobrança. A Agência de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp) fará a apuração dos valores de desequilíbrio financeiro causado pela isenção, informando que divulgará a forma de reequilíbrio com as concessionárias “tão logo a decisão seja acordada entre as partes”.

Ao anunciar o acordo com os caminhoneiros, o governador estimou em R$ 50 milhões a perda de receita mensal com a isenção, informando que está negociação uma compensação com o governo federal.

Você pode gostar também

Nacional

Começou nesta sexta-feira a campanha Papai Noel dos Correios

Os Correios iniciam hoje (11) a campanha Papai Noel dos Correios de 2016. Realizada há 27 anos, a campanha tem o objetivo de responder às cartas das crianças que escrevem

Nacional

Caminhoneiros mantêm protestos em sete estados, diz PRF

No terceiro dia de protestos pelo país, o movimento de caminhoneiros atingiu 16 pontos de paralisação em sete estados, com pontos de bloqueio registrados em sete municípios. Em dois deles

Nacional

Cota para compras em Free Shops se mantêm por mais um ano

Cota para compras em Free Shops ficam em US$ 300, nas fronteiras terrestres.  A previsão era de que a cota fosse reduzida para US$ 150 a partir do inicio de

Deixe seu comentário