Itens perdidos nos Jogos Rio 2016 devem ser retirados nos Correios

Documentos e objetos perdidos pelos torcedores na Rio 2016 poderão ser buscados nos Correios até 30 dias após o encerramento dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos. Os itens serão enviados pela organização às agências centralizadoras do Rio de Janeiro e das cidades que receberam partidas de futebol da Rio 2016: São Paulo, Brasília, Manaus, Salvador e Belo Horizonte.

Até agora, mais de 2,6 mil itens já foram deixados nas arenas esportivas da Olimpíada, os mais comuns são documentos, celulares, chaves, carteiras e casacos.

Para saber se um documento ou objeto perdido na Rio 2016 está nos Correios, o torcedor pode contatar o call center da estatal pelo número 3004-2016.

Após o prazo de guarda dos Correios, os documentos serão devolvidos aos órgãos emissores e os demais objetos enviados ao Comitê Organizador da Rio 2016.

Passaportes e documentos estrangeiros serão encaminhados ao Centro Integrado de Comando e Controle da cidade onde foram localizados. As prefeituras dessas cidades ficarão responsáveis pelo contato com o consulado ou embaixada do país de origem dos documentos.


PARTICIPE

Quer saber tudo sobre Limeira e região? Mande um WhatsApp para o número (19) 99501-5532 e passe a receber as principais notícias e informações sobre a cidade através do aplicativo. Faça parte do Alô e convide seus amigos para participar também!




Você pode gostar também

Rio 2016

Seleção masculina de vôlei estreia com vitória de 3 a 1 sobre o México

A Seleção Masculina de Vôlei perdeu hoje (7), por 25 a 23, o primeiro set da partida com o México, em sua estreia nos Jogos do Rio. No entanto, os

Rio 2016

Mais de 100 recordes mundiais paralímpicos já foram batidos na Rio 2016

Antes mesmo de terminar o quarto dia de competições dos Jogos Paralímpicos Rio 2016, mais de 100 recordes mundiais paralímpicos já foram batidos. O recorde de número 100 foi batido

Rio 2016

Capitão brasileiro de basquete pede espírito olímpico, mas argentino é vaiado

Os capitães das seleções brasileira e argentina de basquete masculino, Marcelinho Huertas e Luis Scola bem que tentaram falar em espírito olímpico antes do duelo de hoje (13) entre os

Deixe seu comentário