Japão aprova desativação da Central de Fukushima no prazo de 30 a 40 anos

O governo japonês aprovou hoje (12) a revisão do plano para as operações de desmontagem da Central Nuclear de Fukushima, que devem durar de 30 a 40 anos.

Apesar de a retirada do combustível – uma operação-chave no processo – possa se atrasar entre dois e três anos, o Executivo japonês e a operadora da fábrica, a Tokyo Electric Power (Tepco) estimaram que a alteração não afeta o conjunto de trabalhos pendentes na central.

Além da retirada do combustível fundido de dentro dos reatores, a central, atingida pelo terremoto e o tsunami de 2011, ainda enfrenta o problema da acumulação diária de centenas de toneladas de água radioativa nas instalações.

Essas inundações são produto da água que, por meio dos canais naturais, entra nos porões dos reatores e, uma vez ali, mistura-se ao líquido refrigerante contaminado que esteve em contato com as unidades danificadas.

Atualmente, o governo e a Tepco testam um sistema experimental – um muro subterrâneo – para desviar o fluxo das águas e evitar que essa acumulação diária possa ir parar no Oceano Pacífico.

O tsunami e o tremor de magnitude 9 na escala Richter, de 11 de março de 2011, provocaram em Fukushima o pior acidente nuclear desde o de Chernobyl, na Ucrânia, em 1986.

As emissões e fugas resultantes mantêm deslocadas milhares de pessoas que viviam próximo à central nuclear e afetaram gravemente a agricultura, a pecuária e a pesca local.

Você pode gostar também

Mundo

Próxima cúpula do Brics será realizada em julho na África do Sul

A 10ª Cúpula do Brics, grupo que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, acontecerá entre os dias 25 e 27 de julho próximo, no Centro de Convenções

Mundo

Sequestro de avião egípcio termina com prisão de passageiro

O homem que desviou hoje (29) um avião do Egito para o Chipre foi detido, informou fonte do governo cipriota citada pela agência France Presse. A informação foi divulgada minutos

Mundo

Avião da Egyptair é sequestrado e desviado para Chipre

Um avião da companhia aérea Egyptair, com 81 passageiros, foi desviado hoje (29) por desconhecidos e, depois de sair da rota definida, aterrissou no aeroporto de Larnaca, na costa sul

Deixe seu comentário