Juiz catarinense determina o bloqueio do Facebook no Brasil por 24h

Um juiz de Santa Catarina determinou que a rede social Facebook seja retirada do ar por 24 horas em todo o país. A medida se deve a empresa desobedecer à ordem judicial de retirada de perfil falso.

A determinação do juiz eleitoral Renato Roberge, de Joinville (SC), se deve ao fato do Facebook recusar-se a remover do ar um perfil falso de Udo Döhler, candidato à prefeitura pelo PMDB. Consta ainda da decisão exigência de que a rede social entregue à justiça o IP do administrador do perfil em questão, chamado “Hugo Caduco”.

A legislação eleitoral proíbe a propaganda de cunho ofensivo, degradante ou que leve ao ridículo segundo o juiz, a página descumpre esse aspecto da lei, uma vez que faz citações nas quais fala que Udo teria “estudado ditatura militar na instituição GESTAPO”. Roberge ainda determina que o Facebook pague R$ 30 mil por dia de descumprimento da medida. Esse valor é a multa máxima prevista na lei e teria sido estabelecida em razão da rede social figurar-se como uma multinacional, que por ter muitos recursos, qualquer pena inferior não surtiria resultados.

A ordem já foi enviada para à Agência Nacional de Comunicação (Anatel), para que ela emita a ordem de bloqueio do Facebook às provedoras brasileiras de internet.


PARTICIPE

Quer saber tudo sobre Limeira e região? Mande um WhatsApp para o número (19) 99501-5532 e passe a receber as principais notícias e informações sobre a cidade através do aplicativo. Faça parte do Alô e convide seus amigos para participar também!




Você pode gostar também

Tecnologia

Bradesco lança Poupa Troco para incentivar o hábito de poupar

Com objetivo de estimular o hábito de poupar e a formação da poupança no Brasil, o Bradesco lança nesta semana o Poupa Troco Bradesco. Trata-se de um serviço inédito no

Tecnologia

Aplicativo oferece desconto de 40% em multas e informações para condutores

O Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) lançou hoje (1º) o Sistema de Notificação Eletrônica (SNE) para facilitar a comunicação de infrações de trânsito pelos órgãos de autuação e para identificar

Tecnologia

Diretor do Whatsapp critica decisão judicial

O bloqueio dos serviços do Whatsapp, determinado ontem (2) pela justiça de Sergipe, foi criticado pelo diretor executivo do Whatsapp, Jan Koum, em sua conta no Facebook. “Mais uma vez

Deixe seu comentário