Mais de 8 mil crianças já participaram de tours ambientais

Foto: Adilson Silveira

Foto: Adilson Silveira


Sentado no chão, Pedro Henrique Hans Costa apoia o queixo nas mãozinhas e pede silêncio aos colegas de classe para conseguir ouvir a monitora explicando sobre os animais do Zoológico Municipal de Limeira. O menino, aluno da Emeief (Escola Municipal de Educação Infantil e Ensino Fundamental) Professora Maria Aparecida Degaspari, é um dos ilustres visitantes do parque que desde 2014, quando abriu suas portas, já recebeu 8.757 crianças em visitas monitoradas, incluindo uma aula de educação ambiental.

A estagiária de biologia do Zoológico Municipal de Limeira, Letícia de Jesus dos Santos, acompanha os estudantes numa visita monitorada, que começa com uma palestra sobre funcionamento do local. Ela explica desde a origem dos animais até a alimentação preparada numa cozinha, especialmente montada para alimentar os bichos, e os cuidados que os profissionais têm na preservação das espécies ameaçadas.

“Vocês sabiam que para cada papagaio que vemos numa gaiola de casas, dez aves morreram na captura e transporte? Não é legal ter papagaio em casa, o lugar dele é na natureza”, disse a estagiária, causando indignação nas crianças de seis e sete anos, que vão se tornar multiplicadoras em casa e na própria escola.

As visitas são parte das ações de educação ambiental desenvolvidas pelos técnicos da unidade, que trabalha nos eixos lazer e entretenimento, pesquisa, conservação, reprodução e enriquecimento ambiental. Entre os animais 232 animais do Zoo, várias espécies correm risco de extinção, como gato do mato, mico-leão-dourado, onça-pintada, macaco-prego, jaguatirica, mutum, onça-parda, arara-azul e papagaio, por isso o esforço para formar cidadãos mais conscientes sobre a importância de preservação das espécies.

Durante o trajeto da visita, as crianças tentavam segurar a empolgação com as novidades e as surpresas a cada recinto. O tema animais foi trabalhado pela professora Lilian Ferreira dos Santos na sala de aula, com desenhos, histórias, textos e outras atividades.

Depois da visita, Pedro Henrique explicou que gostou do leão com sua força, além de aprender sobre animais. “Eu gosto muito de animais. A professora contou a história do ratinho e do elefante e já contei lá em casa”, disse o menino.

Outro colega, Henzo Vaz Bernardes, também de seis anos, gostou do gato do mato e disse que é importante proteger os bichos. “Eu gostei também dos micos, que moram lá na ilha”, disse.

Lohany Caroline Nascimento Santos disse que já teve vários pássaros em casa, mas que agora não quer mais porque aprendeu que “isso não é legal”. A menina, que já visitou o parque com a família, ficou encantada com a onça-parda. “Eu gostei da visita e do lanche, mas também aprendi que não pode ter estes animais em casa.”

De onde vêm os animais?
Os animais do Zoológico Municipal de Limeira vêm de apreensões e doações, como um casal de leões que vivia numa chácara particular e o dono doou para o Zoológico. Os leões comem até cinco quilos de carne por dia. Outros são levados para o Parque por policiais porque foram atropelados ou encontrados machucados.

A onça-pintada – animal que corre o risco de extinção – foi apreendida numa ação contra o de tráfico de animais na Amazônia, sendo encaminhada depois para Limeira. A leoa foi retirada de um circo.

Depois de tratados, caso estes animais tenham condições de serem reintegrados à natureza, ou seja, se conseguirem se manter sozinhos, eles são libertados. Caso contrário, ficam sob os cuidados dos profissionais do parque.

A diretora de Proteção e Bem-Estar Animal da Secretaria de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente, Giuliana Quitério Buzolin, explicou que somente em 2015 foram reintroduzidos na natureza 37 animais, entre aves, répteis e mamíferos.

Aqueles que ficam no Zoo são estimulados a se movimentar e ainda recebem alguns agrados, como sorvetes de frutas no verão e “caixas-surpresa”, com carne dentro para estimular o olfato e o uso das garras para abrir. “Os animais gostam de brincar, por isso buscamos formas de estimular isso”, disse Letícia.

Programa Município Verde Azul

Foto: Adilson Silveira

Foto: Adilson Silveira


O Zoológico de Limeira é um item que ajudou o município a conquistar o selo Município VerdeAzul do governo do Estado. Esse programa incentiva a descentralização da gestão ambiental e orienta uma série de atividades que ajudam na conquista do selo Verde Azul.

O diretor de Educação Ambiental da Secretaria de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente, Tiago Georgette, que também é interlocutor do Programa Município Verde Azul, disse que o programa requer educação ambiental formal e não formal para a sociedade em geral. “O Zoológico oferece agendamento de visitas monitoradas para escolas e atividades temáticas para a sociedade civil, como Férias no Zoo e o Dia da Biodiversidade”, disse Georgette.

Os técnicos do Zoológico também estão habilitados para recepcionar, avaliar, cuidar e encaminhar animais da fauna silvestre que foram apreendidos ou encontrados machucados. “Esta é uma diretiva de biodiversidade e conta pontos para o Programa Município Verde Azul”, afirmou o diretor.

Você pode gostar também

Limeira

Crianças plantam 34 árvores em escola de Limeira

Alunos com idades entre 4 meses e 11 anos, da Ceief Prof. Deovaldo Teixeira de Carvalho, participaram na manhã de hoje (13) de uma importante ação de educação ambiental. Foram

Limeira

Festa Junina recebe 4 mil pessoas em Limeira

A Festa Junina Municipal, que aconteceu na última sexta (9) e sábado (10), no Parque Cidade, recebeu 4 mil pessoas no Parque Cidade. O evento, organizado pela Prefeitura de Limeira,

Limeira

Limeira Food Truck começa nesta sexta-feira e levará muito sabor à Toledo Barros

[vc_row][vc_column][vc_column_text] Hambúrgueres, comida mexicana, italiana, australiana, crepes, bolos, cervejas e pizzas estão entre as diversas opções que poderão ser encontradas no Limeira Food Truck, que começa nesta sexta-feira, 26 de

Deixe seu comentário