Em Brasília e SP, manifestantes voltam às ruas contra Lula e Dilma

Motivados por parlamentares oposicionistas e convocações nas redes sociais, centenas de manifestantes contrários ao governo da presidente Dilma Rousseff fazem uma manifestação em frente ao Palácio do Planalto. Eles protestam contra a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como ministro-chefe da Casa Civil, feita nesta quarta-feira por Dilma. Durante o ato, os manifestantes convidam os motoristas que buzinam em seus carros a aderirem.

18161995

A rua em frente à sede do Executivo está fechada nos dois sentidos. A tropa de choque da Polícia Militar e seguranças do Planalto estão posicionados. A manifestação de deputados da oposição estava marcada para as 17h. Antes disso, porém, algumas pessoas já se posicionaram em frente ao prédio com apitos.

18160745

Quando atravessaram a rua do Congresso Nacional em direção ao Planalto, os deputados portavam uma faixa com uma frase atribuída ao ex-presidente Lula e cantaram o Hino Nacional. “No Brasil é assim: quando um pobre rouba, vai para a cadeia. Quando um rico rouba, vira ministro”, diz a frase. Eles chegaram a avançar alguns metros próximo aos jardins do Planalto, mas depois voltaram para a avenida principal. Como de praxe, uma proteção metálica cerca todo o trecho do palácio e divide os manifestantes dos policiais.

Além de bonecos infláveis com a imagem do ex-presidente, os manifestantes portam bandeiras do Brasil e faixas de protesto. Eles também gritam palavras de ordem, como “Lula, ladrão, seu lugar é na prisão”. Cartazes também são exibidos pelos manifestantes com dizeres “O Brasil não é do PT” e “O limite chegou. Não aguento mais. Fora Dilma. Fora Lula”.

Os deputados Paulinho da Força (SDD), Darcídio Perondi (PMDB-RS), Rubens Bueno (PPS-PR), Pauderney Avelino (DEM) e Mendonça Filho (DEM) foram vistos no protesto. Na opinião do deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ), a ida de Lula para o ministério fortalece o processo do impeachment.

— A Dilma não tem condições de governar nada, nem de pilotar um fogão. Ela delegou agora para o Lula a responsabilidade até de nomear ministro da Fazenda — avaliou Bolsonaro.

São Paulo
saopaulo
Aos gritos de “Vai cair hoje” e “Não vai ter golpe”, manifestantes realizam um ato em frente ao MASP, na Avenida Paulista, em São Paulo, contra a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a ministro da Casa Civil.




Você pode gostar também

Política

Dilma deve fazer pronunciamento sobre abertura de impeachment

No dia seguinte à Câmara dos Deputados aprovar a abertura do processo de impeachment, Dilma Rousseff deve fazer um pronunciamento sobre a decisão dos deputados. A previsão é de que

Política

Presidente da assembleia paulista deve ser ouvido em setembro na CPI da Merenda

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apura desvios na merenda escolar em São Paulo aprovou a convocação do presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), Fernando

Política

Conselho de Ética do Senado mantém arquivamento de processo contra Aécio Neves

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do Senado decidiu hoje (6) manter arquivamento do processo que pedia cassação do mandato do senador Aécio Neves (PSDB-MG). Os senadores rejeitaram a

Deixe seu comentário