Medo de perder emprego aumenta 5,4%, mostra pesquisa da CNI

O medo do brasileiro de perder o emprego aumentou 5,4 por cento no mês de junho, na comparação com março, atingindo o maior nível desde setembro de 1999. É o que aponta a pesquisa Índice de Medo do Desemprego (IMD), divulgada hoje (3) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Na comparação com junho do ano passado, o indicador registrou alta de 36,8%. Se o recorte for entre dezembro e março, o aumento ficou em 32,1%. De acordo com a CNI, os indicadores mostram que as expectativas da população em relação ao mercado de trabalho “continuam se deteriorando”.

Outro estudo, o Índice de Satisfação com a Vida (ISV) mostra uma melhora de 1% na comparação com março. A CNI, no entanto, considera a melhora “insuficiente” para reverter a tendência de queda que vem sendo verificada. Se comparado a junho de 2014, este mesmo índice apresenta um recuo de 7,3%.

“Os indicadores refletem o aprofundamento da crise, ou seja, uma maior dificuldade de conseguir um emprego, e inflação alta”, afirmou o gerente-executivo da Unidade de Pesquisa e Competitividade da CNI, Renato da Fonseca.

A pesquisa ouviu 2.002 pessoas em 141 municípios entre 18 e 21 de junho de 2015.

Você pode gostar também

Nacional

Confiança do empresário da indústria na economia atinge maior índice desde 2011

A percepção dos empresários da indústria sobre os próximos seis meses da economia nacional aumentou em janeiro, alcançando os 59 pontos, em uma escala que varia de 0 a 100.

Nacional

Termina hoje prazo para candidatos ao ProUni entregarem documentos

Termina hoje (23) o prazo para os candidatos pré-selecionados na segunda chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni) apresentarem nas instituições de ensino os documentos que comprovem as informações prestadas

Nacional

Orçamento de 2016 prevê inflação de 5,4% e alta de 0,2% do PIB

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deve ficar em 5,4% em 2016. A previsão está no Projeto de Lei do Orçamento Anual (PLOA) entregue nesta

Deixe seu comentário