Meirelles se reúne com Temer para conversar sobre preço do gás de cozinha

Meirelles se reúne com Temer para conversar sobre preço do gás de cozinha

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse há pouco que vai iniciar conversas no governo sobre o preço do gás de cozinha. Meirelles falou com jornalistas ao deixar o Ministério da Fazenda para ir ao Palácio do Planalto, onde terá reunião com o presidente Michel Temer para tratar da reforma da Previdência.

Perguntado se a redução do preço do gás envolveria algum tipo de subsídio, Meirelles afirmou que ainda não tem nenhuma decisão a esse respeito. “O que existe é uma preocupação com a variação grande do preço do gás de cozinha”, disse. Ele acrescentou que esse é um dos temas da reunião hoje (9) e que posteriormente conversará com o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid. Entretanto, segundo o ministro, o assunto mais relevante a ser tratado com Temer é a reforma da Previdência.

Mais cedo, Temer afirmou, em entrevista à Rádio Guaíba, que governo estuda medidas para reduzir o impacto do preço do gás de cozinha para a população de baixa renda, a serem anunciadas em breve. “Houve aumento no botijão do gás de cozinha e estou examinando uma fórmula de compensar esse aumento para os mais pobres porque é para eles que o gás de cozinha tem um efeito muito grade”, disse.

Você pode gostar também

Política

Ao Vivo – Fase final do Impeachment

Começou às 9h40 o quarto dia de julgamento da presidente afastada Dilma Rousseff no processo de impeachment que enfrenta no Senado, acusada de crime de responsabilidade. Assista ao vivo: Depois

Política

CCJ do Senado sabatina hoje Alexandre de Moraes, indicado por Temer para o STF

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) sabatina nesta terça-feira (21), em reunião marcada para às 10h, o ministro da Justiça licenciado, Alexandre de Moraes, indicado pelo presidente Michel

Política

Maioria do STF rejeita anulação do processo de impeachment de Dilma

A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu hoje (14) manter em tramitação na Câmara dos Deputados processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff. A Corte rejeitou pedido

Deixe seu comentário