MP denuncia Lula por crimes de ocultação de bens, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro

O Ministério Público de São Paulo (MPSP) apresentou hoje (9) à Justiça paulista denúncia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelos supostos crimes de ocultação de bens, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro. A denúncia, que será analisada pela 4ª Vara Criminal de São Paulo, é relativa à investigação sobre o apartamento tríplex, de Guarujá (SP).

Caso a denúncia do promotor Cássio Conserino, responsável pelo caso, seja aceita pela Justiça do estado, Lula passará a ser réu na ação. Desde o início das investigações, o ex-presidente nega que seja proprietário do apartamento tríplex, alvo de investigação.

Em nota, o Instituto Lula informou que Lula e a mulher, Marisa Letícia, adquiriram, em 2005, uma cota-parte referente ao antigo condomínio Solaris, então sob responsabilidade da Bancoop [Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo]. A compra foi declarada ao Fisco.

O Ministério Público de São Paulo e a força-tarefa da Lava Jato suspeitam que houve tentativa de ocultar a identidade do dono do tríplex, o que pode caracterizar crime de lavagem de dinheiro.

Segundo as investigações, a construtora OAS, investigada na Lava Jato, gastou mais de R$ 700 mil em uma reforma no tríplex na época em que a família do ex-presidente tinha opção de compra do imóvel.

Você pode gostar também

Política

São Paulo tem 57 votos a favor do impeachment e 13 não

O estado com a maior representação na Câmara dos Deputados, São Paulo, finalizou com 57 a favor do impeachment da presidenta Dilma Rousseff e 13 votos contrários. A bancada paulista

Política

Youssef nega ter repassado dinheiro ao ex-ministro Palocci

Depois de se recusar a responder às primeiras perguntas de integrantes da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras, o doleiro Alberto Youssef quebrou o silêncio e negou, mais uma

Política

Disputa entre oposicionistas e governo atrasa votação da denúncia contra Temer

Na queda de braço entre governo e oposição para a votação da denúncia contra o presidente da República, Michel Temer, e os ministros Moreira Franco (Secretaria-Geral) e Eliseu Padilha (Casa

Deixe seu comentário