Neozelandeses entregam voluntariamente suas armas após massacre

Neozelandeses entregam voluntariamente suas armas após massacre

Muitos donos de armas na Nova Zelândia estão entregando seus armamentos após o ataque a tiros de sexta-feira (15) em Christchurch.

Cinquenta pessoas foram mortas quando Brenton Tarrant, nascido na Austrália, abriu fogo indiscriminadamente contra duas mesquitas na cidade neozelandesa.

Tarrant foi preso e acusado de homicídio. Durante o ataque, ele portava cinco armas legalmente registradas.

O governo da Nova Zelândia iniciou um processo para alterar a lei de controle de armas do país em meio aos crescentes pedidos da população por um controle mais rigoroso.

Muitos neozelandeses, chocados com o massacre, estão entregando voluntariamente suas armas à polícia.

Desde ontem, a polícia tem pedido que a população entre em contato com a delegacia mais próxima e se informe sobre como transportar suas armas com segurança.

Estima-se que existam 1,1 milhão de armas de fogo no país, uma proporção de uma arma para cada quatro habitantes, incluindo armamentos para caça.

Você pode gostar também

Mundo

Grupo francês reconhece que financiava EI para poder operar na Síria

O grupo francês de cimentos Lafarge, agora fundido com o Holcim, reconhece que pagou cerca de 20 mil euros ao Estado Islâmico (EI), bem como diversas quantias a outras organizações

Mundo

Mundo nunca esteve tão perto de acordo nuclear, diz chanceler iraniano

O ministro dos Negócios Estrangeiros do Irã, Mohammad Javad Zarif, disse hoje (3) que o Irã e as grandes potências do Grupo 5+1 (os cinco membros permanentes do Conselho de

Mundo

Japão aprova desativação da Central de Fukushima no prazo de 30 a 40 anos

O governo japonês aprovou hoje (12) a revisão do plano para as operações de desmontagem da Central Nuclear de Fukushima, que devem durar de 30 a 40 anos. Apesar de

Deixe seu comentário