Padrão ambiental de Limeira supera diversas capitais

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação


Limeira é destaque ambiental no Ranking Connected Smart Cities, um estudo que avaliou cidades por meio de 73 indicadores em 11 setores formando um ranking com 100 cidades. Nos quesitos ambientais, Limeira saltou da 14ª posição no ano passado para a 6ª colocação, sendo a melhor cidade do interior do Estado e ficando acima de diversas capitais do país.

Foram analisados todos os municípios com mais de 50 mil habitantes em 2015 (IBGE) e alguns municípios com menos de 50 mil habitantes, porém com destaque relevante em algum dos setores, totalizando 373 municípios.

O ranking foi produzido pela Urban Systems, empresa com mais de 15 anos de atuação na área de inteligência de mercado e soluções, que já analisou e mapeou mais de 500 cidades, além de desenvolver mais de 700 projetos em áreas como: imobiliário residencial; imobiliário, escritórios e lajes, comercial e varejo, hotelaria e eventos; educação superior, básica e complementar; saúde: hospitais e polos; logística; mobilidade e transporte (aviação, aviação regional e transporte urbano); concessões e parcerias público-privadas e receitas acessórias.

No ranking geral, a cidade ficou na 70a posição neste ano, mas não apareceu no ranking das 100 primeiras no ano passado. Com investimentos e melhorias, em doze meses o município entrou no time seleto dos municípios do ranking principal e, ainda, teve destaque nos indicadores ambientais. O município também alcançou bom desempenho nos eixos Mobilidade e Acessibilidade (31º lugar), Segurança (39º lugar) e Governança (42º lugar).

Na área ambiental, o município teve aumento no percentual de recuperação de materiais recicláveis em relação à quantidade total da coleta de lixo doméstico, que passou de 3% para 12%. A cidade manteve as taxas de atendimento urbano de água e esgoto em 100% e atingiu o mesmo índice na coleta de resíduos sólidos, sendo que antes esse percentual era de 98,5%.

O diretor de Educação Ambiental da Secretaria de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente, Tiago Georgette, disse que, em 2014, o município publicou seu Plano Municipal de Saneamento Básico, que era exigência desde 2007. “O plano foi bem avaliado como entre os melhores pelo Instituto Trata Brasil, além disso, foram feitas ações de conscientização e fiscalização ambiental de combate ao desperdício de água, realizadas pela Prefeitura e pela concessionária, fazendo com que nossa cidade não passasse nem um dia por racionamento”, disse Georgette.

Ele informou ainda que toda a área urbana da cidade é atendida com coleta de resíduos sólidos e a coleta seletiva foi ampliada. “Publicamos o Plano Municipal de Gerenciamento Integrado de Resíduos Sólidos em 2014 e Plano Municipal de Gerenciamento dos Resíduos da Construção Civil em 2015”, afirmou o diretor.

A Operação Só Cacareco recolheu 1.400 toneladas em 2015, sendo que 1.000 toneladas foram destinadas adequadamente. Outro avanço foi a criação do Plano Municipal de Arborização Urbana, que define ações de gestão para arborização em Limeira, com plantio de 300 mil árvores. O município planta gratuitamente 7.000 mudas de árvores por ano. O governo Paulo Hadich também iniciou o Projeto Limeira Mais Limpa, que visa à melhoria ambiental da cidade.

O Plano Municipal de Gerenciamento de Áreas de Riscos foi publicado em 2013 seguido de reaparelhamento da Defesa Civil, além de serem instalados – em parceria com o governo federal – cinco pluviógrafos automatizados que monitoram as chuvas on-line.

Outros eixos
No eixo Mobilidade e Acessibilidade, a cidade teve a 31a colocação no ranking da área, sendo que municípios da região, como Piracicaba, nem apareceram na listagem. No eixo Segurança também houve melhora no desempenho do município, que subiu da 41a posição no ranking de área para a 39a posição. Também neste ranking, a cidade de Piracicaba não aparece, por ter ficado aquém dos 50 melhores. Limeira foi ainda a primeira da região no ranking de 50 cidades com melhores pontuações no eixo Governança.

Metodologia
Para produzir o Ranking Connected Smart Cities e seus sub-rankings, a Urban Systems considerou 73 indicadores associados a 11 eixos (Mobilidade, Urbanismo, Meio Ambiente, Energia, Tecnologia e Informação, Economia, Educação, Saúde, Segurança, Empreendedorismo e Governança). Foram utilizadas informações de ministérios federais e outros órgãos de fontes consideradas oficiais.

O ranking Connected Smart Cities se apoia na relação de conectividade existente entre os diversos setores analisados. O conceito de smart cities considerado entende que o desenvolvimento é atingido quando os agentes da cidade compreendem o poder de conectividade entre todos os setores.
Exemplo disso é a consciência de que investimentos em saneamento estão atrelados não apenas aos ganhos ambientais, mas também à saúde, que irão, em longo prazo, reduzir os investimentos na área (atendimentos de saúde básica) e, consequentemente, impactarão em questões de governança e até mesmo economia.

Você pode gostar também

Limeira

Balanço mostra 24,9 mil multas de radar instalado no cruzamento da Fabrício Vampré

O secretário de Mobilidade Urbana Rodrigo Oliveira divulgou hoje (19) durante entrevista coletiva o número de multas processadas pelo radar no cruzamento entre as avenidas Gumercindo Araújo e Fabrício Vampré.

Limeira

Cursos ajudam na inclusão e geração de renda em Limeira

Emoção e exemplos de superação marcaram a cerimônia de formatura dos cursos ofertados pelo Fundo Social de Solidariedade de Limeira, em parceria com o Ceprosom. O evento aconteceu no Teatro

Limeira

Transporte coletivo – Intervenção garantiu continuidade do serviço, diz prefeito

A medida adotada pela Prefeitura de Limeira no sábado (15) de decretar a intervenção na Viação Limeirense garantiu a continuidade dos serviços públicos na área de transporte coletivo. A análise

Deixe seu comentário