PF cumpre mandado de condução coercitiva no Rio contra presidente da Alerj

Policiais federais cumprem hoje (29) um mandado de condução coercitiva contra o presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), Jorge Picciani. Também estão sendo cumpridos cinco mandados de prisão contra integrantes do Tribunal de Contas do Estado do Rio (TCE-RJ), além de bloqueios de bens e valores, em uma operação que recebeu o nome de Quinto do Ouro. No total são mais de 43 mandados, a maioria deles na cidade do Rio de Janeiro, mas também em Duque de Caxias e São João do Meriti.

De acordo com nota da Polícia Federal (PF), os alvos da operação são investigados por fazerem parte de um esquema de pagamentos de vantagens indevidas que pode ter regularmente desviado valores de contratos com órgãos públicos para agentes do Estado, em especial membros do TCE-RJ e da Alerj.

As investigações da PF indicam que agentes públicos teriam recebido valores indevidos para viabilizar a utilização do fundo especial do TCE-RJ para pagamentos de contratos do ramo alimentício atrasados junto ao Poder Executivo do estado, Esses agentes receberiam uma porcentagem desse valor por contrato faturado.

A Polícia Federal esclareceu que, por se tratar de uma investigação que tem como alvos membros de um Tribunal de Contas Estadual, os trabalhos correm sob a Presidência de um Ministro do Superior Tribunal de Justiça em um Inquérito Judicial.

As informações que embasaram a decisão do Superior Tribunal de Justiça tiveram origem em uma colaboração premiada realizada entre dois investigados na Operação Lava Jato e a Procuradoria Geral da República. Apesar disso, a operação Quinto não é uma nova fase da Lava Jato.

Segundo a Polícia Federal, os agentes estão nas ruas para cumprir os mandados desde às 6h de hoje (29). O nome da operação – Quinto da Coroa – é uma referência a um imposto cobrado por Portugal dos mineradores de ouro no período do Brasil colônia.




Você pode gostar também

Polícia

Seccional de Limeira recebe novas viaturas

Na segunda-feira (1), o diretor do Departamento de Polícia Judiciária do Interior (Deinter-9) Paulo Afonso Bicudo, esteve em Limeira durante apresentação de oito viaturas para a Delegacia Seccional de Limeira,

Polícia

Rebelião em penitenciária de Hortolândia mantém três reféns e já dura mais de 14 horas

A rebelião na Penitenciária Odete Leite de Campos Critter, em Hortolândia (SP), região de Campinas, já dura mais de 14 horas. Segundo a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), policiais negociam

Polícia

Casal é preso com drogas após fugir na contramão pela Anhanguera

Um casal foi preso por tráfico de drogas na terça-feira (11) em Limeira. A prisão ocorreu depois que um homem de 30 anos e uma mulher de 18, foram perseguidos

Deixe seu comentário