PF deflagra nova fase de operação contra lavagem de dinheiro

A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (25) nova fase da Operação Acrônimo, que investiga um grupo suspeito de ter praticado crime de lavagem de dinheiro. Foram expedidos mandados de busca e apreensão em diferentes localidades do país. Como a investigação corre sob sigilo, a PF não tem dado detalhes sobre o caso, nem apresentado o nome de suspeitos.

A operação é resultado de uma investigação iniciada em outubro do ano passado, quando, após denúncias anônimas, policiais federais localizaram e apreenderam R$ 113 mil em uma aeronave que chegava a Brasília.

Desde então, os policiais acompanharam suspeitos e analisaram dados obtidos a partir de apreensões, em especial dispositivos como notebooks, smartphones e tablets. A PF suspeita que, entre os recursos que circulavam nas contas de pessoas físicas e jurídicas ligadas aos investigados, havia dinheiro com origem em fraudes a partir de contratos com órgãos públicos, e que notas fiscais eram emitidas para pagamento de serviços não prestados ou com sobrepreço.

No dia 29 de maio, quando a Operação Acrônimo cumpriu 90 mandados de busca e apreensão no Distrito Federal e nos estados de Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Goiás, a PF informou que, na tentativa de ocultar a origem dos recursos, os suspeitos usavam laranjas e empregavam uma técnica conhecida como smurffing – fracionamento de valores para disfarçar e dificultar a identificação de grandes movimentações bancárias.

Entre as cinco pessoas presas na época estavam o ex-assessor do Ministério da Cidades Marcier Trombiere; Benedito de Oliveira Neto, conhecido como Bené e dono da Gráfica Brasil; Pedro Augusto de Medeiros, apontado como laranja de Benedito; e Victor Nicolato, sócio de Benedito. No ano passado, Bené atuou na campanha do então candidato e atual governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, que nega ser objeto de investigação no processo.

Você pode gostar também

Polícia

Acidente com ônibus deixa um morto e 20 feridos em São Paulo

Uma colisão entre um caminhão e um ônibus deixou um homem morto e 20 pessoas feridas, sendo duas em estado grave. O acidente ocorreu às 5h15 de hoje (14) na

Polícia

PRF apreende mala com R$ 700 mil em bagageiro de ônibus na Bahia

A Polícia Federal (PF) investiga o homem que levava R$ 700 mil em uma mala, durante viagem de ônibus pela BR 116, na Bahia. Na tarde de domingo (24), a

Polícia

Caminhão fica destruído após bater e derrubar árvore no Cemitério Saudades

[vc_row][vc_column][vc_column_text]Na manhã desta quarta-feira (13) um caminhão de Piracicaba colidiu o veículo com três árvores na rua Alberto Ferreira. Segundo a PM, que atendeu a ocorrência, o motorista afirmou foi

Deixe seu comentário