Polícia deve ouvir esta semana sobreviventes de acidente na Mogi-Bertioga

A Polícia Civil deverá ouvir durante esta semana, em São Sebastião, no litoral paulista, os sobreviventes do acidente ocorrido na semana passada na Rodovia Mogi-Bertioga, que provocou a morte de 18 pessoas. A informação foi confirmada pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo.

Na sexta-feira (10), duas pessoas foram ouvidas pela polícia. Uma delas, um sobrevivente do acidente. A outra, o motorista de um carro que foi atingido pelo ônibus momentos antes dele derrapar, tombar na estrada e se chocar contra uma rocha.

De acordo com a secretaria, o ônibus voltou a ser periciado na sexta-feira e ontem (11) ele foi novamente fotografado por peritos. Com estas informações e os depoimentos das vítimas e de testemunhas, a polícia busca esclarecer as causas do acidente.

O acidente ocorreu por volta das 22h50 do último dia 8, quando o ônibus, fretado pela prefeitura de São Sebastião para o transporte de estudantes, capotou no quilômetro 84 da rodovia Mogi-Bertioga, entre os municípios de Biritiba-Mirim e de Bertioga, no litoral Norte. O destino era a cidade de São Sebastião, no litoral paulista, para onde os passageiros voltavam, depois de uma noite de aula em universidades de Mogi das Cruzes.




Você pode gostar também

Polícia

Viaturas blindadas e novas armas são entregues para Polícia em SP

[vc_row][vc_column][vc_column_text]Para reforçar o trabalho das Polícias Militar e Civil, no Estado de São Paulo, foram entregues pelo governador Geraldo Alckmin e pelo secretário da Segurança Pública, Alexandre de Moraes nesta

Polícia

Bebê de 2 meses morre engasgado em Limeira

Pietro S. Ribeiro, de apenas 2 meses, morreu nesta quarta-feira (11). A suspeita é que ele tenha se engasgado após mamar. Segundo a mãe da criança, M. C. S. R.,

Polícia

Polícia prende quadrilha que planejou roubo bilionário na capital paulista

A Polícia Civil prendeu 16 homens acusados de escavar um túnel para roubar o cofre de um banco na Chácara Santo Antônio, zona sul da capital paulista. Segundo a investigação,

Deixe seu comentário