Polícia Federal busca joias de ex-primeira dama do Rio

Polícia Federal busca joias de ex-primeira dama do Rio

Policiais federais fazem hoje (23) buscas em dois endereços de pessoas ligadas à ex-primeira dama do estado do Rio de Janeiro Adriana Ancelmo, denunciada pela Operação Calicute. A investigada chegou a ser presa, mas cumpre prisão domiciliar.

Os endereços são na zona sul do Rio, nos bairros de Ipanema e do Jardim Botânico.

Na denúncia apresentada à Justiça pelo Ministério Público Federal (MPF), consta que Sérgio Cabral e Adriana Ancelmo adquiriram pelo menos 189 joias desde o ano 2000, e apenas 40 foram apreendidas pela Polícia Federal a partir de mandados de busca.

Segundo o MPF, a compra de joias era feita para lavar dinheiro obtido em práticas ilícitas. Cerca de R$ 11 milhões foram gastos na compra dos bens de luxo.

Você pode gostar também

Nacional

Poupança tem melhor resultado para novembro em quatro anos

Depois de ter registrado retirada líquida (mais saques que depósitos) em outubro, a caderneta de poupança voltou a atrair o interesse dos brasileiros em novembro. No mês passado, a captação

Nacional

Dólar cai, e bolsa fecha no maior nível em dez meses

Um dia depois de fechar em queda, a bolsa de valores recuperou-se e voltou a fechar no maior nível em dez meses. O índice Ibovespa, da Bolsa de Valores de

Nacional

Quatro bancos concentram 78,5% do crédito no país

Os quatro maiores bancos do país – Itaú-Unibanco, Bradesco, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal – concentraram 78,51% do mercado de crédito em 2017. Essas instituições também foram responsáveis

Deixe seu comentário