Polícias Civil e Militar recebem 37 fuzis apreendidos do crime

As polícias Civil e Militar receberam nesta segunda-feira (22) 37 sofisticados fuzis, que foram apreendidos em operações policiais e estavam sob custódia do Tribunal de Justiça do Estado, vinculadas a processos judiciais. A cerimônia de entrega contou com a participação do governador Geraldo Alckmin.

Alckmin falou dos benefícios para a sociedade que a medida trará. “É um ganha ganha. Primeiro, muitas vidas serão salvas porque são armamentos extremamente sofisticados, que foram retirados do crime. Depois, de outro lado, o fortalecimento da polícia. Equipamento todo importado. Cada arma dessa pode custar até R$ 50 mil, o preço de um automóvel. Depois, a economia, porque em vez de estarmos comprando armas, nós as estamos reutilizando. E estamos quebrando um tabu, porque se dizia que a arma do crime precisa ser destruída, e não. Se a arma estiver boa, arma sofisticadíssima e caríssima, ela deve ser utilizada”.

Coube à Polícia Civil receber 20 fuzis e a Polícia Militar 17. As armas de fogo que não são mais de interesse de processos judiciais são encaminhadas pelo juiz ao Comando do Exército para destruição ou oferecimento aos órgãos de segurança pública ou Forças Armadas. Esses, devem manifestar interesse pela posse delas.

O procedimento se baseia na Lei 10.823/2003, regulamentada pelo Decreto 8.328/2016, que se refere à entrega de armas apreendidas aos órgãos de segurança e Forças Armadas. Os órgãos que efetuaram a apreensão têm prioridade para receber o armamento. Em caso de recusa, as armas serão destinadas aos órgãos que demonstrarem interesse.

Você pode gostar também

Polícia

Professora é agredida por mãe de aluna em Limeira

Uma professora de 27 anos foi agredida pela mãe de uma aluna na manhã de quarta-feira (10), dentro da sala de aula, na Escola Municipal Maria Aparecida Machado Julianelli, em

Polícia

Polícia Federal deflagra 27ª fase da Operação Lava Jato

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã de hoje (1º) a 27ª fase da Operação Lava Jato para investigar a prática dos crimes de extorsão, falsidade ideológica, fraude, corrupção ativa

Polícia

Lei do Pancadão – 28 veículos foram apreendidos por abusar do som alto

Não há nada de errado em gostar de música, inclusive música alta. O problema é quando seus gostos provocam prejuízos à qualidade de vida dos outros. O barulho era alvo

Deixe seu comentário