Prefeitura de Americana decreta estado de calamidade financeira

A Prefeitura de Americana decretou nesta quarta-feira (12) estado de calamidade financeira por conta do agravamento da crise pela qual a cidade vem passando. O prefeito reeleito Omar Najar (PMDB) alega queda na arrecadação e aumento do nível de endividamento municipal.

O Decreto foi publicado no Diário Oficial do Município e tem a meta de reduzir em R$ 7 milhões as despesas mensais, para em um ano e meio colocar as contas em dia. A medida também deve impactar o quadro de funcionários da prefeitura, que deve ser enxugado em 1.500 pessoas, entre comissionados, RPA (Recibos de Pagamentos Autônomos) e concursados.

O prefeito revelou a devolução do estádio Décio Vitta ao Rio Branco. Ao menos 30 veículos devem ser devolvidos.

Será formada uma comissão para tentar reestruturar as finanças do município, que terá como integrantes secretários de Planejamento, Administração, Fazenda e Negócios Jurídicos, além do próprio chefe do Executivo.

O documento tem validade de 120 dias e se necessário pode ser prorrogado.


PARTICIPE

Quer saber tudo sobre Limeira e região? Mande um WhatsApp para o número (19) 99501-5532 e passe a receber as principais notícias e informações sobre a cidade através do aplicativo. Faça parte do Alô e convide seus amigos para participar também!




Você pode gostar também

Americana

Hospital de Americana ganha obras de melhoria e ampliação

O governador Geraldo Alckmin assinou nesta sexta-feira (10) a autorização que vai liberar mais de R$ 3 milhões às obras de reforma e ampliação do pronto-socorro do Hospital Doutor Waldemar

Americana

Aposta de Americana leva prêmio da Lotofácil

Americana teve uma das quatro apostas premiadas no concurso 1401 da Lotofácil. O sorteio realizado na noite de segunda-feira (15), no Espaço Caixa Loterias, em São Paulo pagará R$ 422.732,64

Americana

Prefeitura de Americana quita salários e encerra greve de servidores

Os salários dos servidores públicos de Americana foram quitados nesta segunda-feira (24) e a greve que durava 13 dias foi encerrada, após o SSPMA (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de

Deixe seu comentário