Presidente da Empresa Mineira de Comunicação morre vítima de febre amarela

Presidente da Empresa Mineira de Comunicação morre vítima de febre amarela

O presidente da Empresa Mineira de Comunicação (EMC), Flávio Henrique Alves de Oliveira, de 49 anos, morreu às 7h30 de hoje (18) em Belo Horizonte. Músico, produtor e compositor, ele estava internado desde o dia 11 no Hospital Mater Dei, onde foi diagnosticado com febre amarela. Em nota, a rede hospitalar confirmou que a morte resultou de uma complicação derivada da doença.

Segundo dados da Secretaria de Saúde de Minas Gerais divulgados ontem (17), de julho do ano passado até o início deste ano, foram confirmados 22 casos de febre amarela no estado, dos quais 15 pacientes morreram – 46 casos continuam sob investigação. A maior prevalência é entre pacientes do sexo masculino (95,5%), que totalizam 21 das ocorrências.

Flávio Henrique Alves de Oliveira tinha mais de 180 músicas gravadas, repertório construído na companhia de nomes como Paulo César Pinheiro, Chico Amaral, Milton Nascimento e Toninho Horta. Em sua carreira, lançou um DVD e oito CDs autorais, sendo Zelig o mais recente, de 2012. Ele era integrante do quarteto Cobra Coral, em que ficava entre o microfone, as cordas do violão, o piano e o teclado.

A Empresa Mineira de Comunicação foi criada no ano passado, quando passou a administrar a Rádio Inconfidência e a Rede Minas. Fundada por Tancredo Neves, a Rede Minas é uma emissora pública que distribui conteúdo a 765 municípios mineiros, por meio de estações retransmissoras, de prefeituras e de 50 TVs educativas afiliadas.

A Secretaria de Cultura de Minas Gerais prestou condolências à família do músico, referindo-se a ele como “uma pessoa leal e digna”. “Seu sorriso, seu jeito carinhoso, sua dignidade e sua música ficam marcadas em nossa memória e em nossos corações”, escreveu a pasta em um recado em que destaca que, em breve, informará detalhes sobre o velório e o enterro.

O falecimento também foi lamentado pelo secretário estadual de saúde, Sávio Souza Cruz, que destacou o caráter íntegro, o profissionalismo e a dedicação da Flávio Henrique Alves de Oliveira.

Você pode gostar também

Saúde

Brasil registra 1.571 casos de H1N1, com 290 mortes

Até 23 de abril, foram registrados 1.880 casos de influenza de todos os tipos no Brasil este ano, de acordo com o Ministério da Saúde. Deste total, 1.571 foram ocasionados

Saúde

Anvisa publica novas regras para venda de medicamento sem receita médica

Os critérios a que um medicamento deve atender para ser classificado como isento de prescrição médica e possa ser vendido diretamente ao consumir, sem receita, foram publicados na edição de

Saúde

Casos de H1N1 aumentam e 5 mortes estão sob suspeita em Limeira

Os casos de gripe H1N1 aumentaram, assim como a procura pela vacinação. Mesmo sendo a melhor maneira de se prevenir, a companha ainda não foi liberada para o interior de

Deixe seu comentário