Proteja-se das doenças de outono

O Hospital Geral de Pirajussara, unidade da Secretaria da Saúde gerenciada em parceria com a SPDM (Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina), faz um alerta sobre as doenças de outono, comuns com a diminuição de temperatura nesta época do ano.

Entre os problemas mais frequentes deste período estão as rinossinusites, otites, gripes e resfriados, além de problemas respiratórios, como asma, bronquite e pneumonia.

A combinação de temperaturas baixas, ambiente fechado devido ao frio e a pouca umidade do ar propicia maior concentração de poluentes na atmosfera, o que se torna um terreno fértil para a propagação das doenças.

Todas estas doenças, mesmo em sua forma mais leve, podem trazer transtornos que vão desde simples obstrução nasal até dor, febre e mal estar geral.

Como se proteger
A principal recomendação para prevenir as doenças típicas do outono é manter boa alimentação e beber bastante líquido. Quanto mais saudável e hidratada a pessoa estiver, menor a chance de adoecer. Outra dica é evitar lugares mal ventilados, com grande aglomeração de pessoas.

Tratamento
É preciso estar atento também ao tratamento adequado, uma vez que a automedicação nunca é recomendável – pode até agravar o problema ou gerar outra doença. É recomendável procurar avaliação médica, principalmente para a faixa etária de risco, como crianças abaixo de seis meses de idade e idosos.

Você pode gostar também

Saúde

Brasileiro ignora a catarata, mostra IBGE

Na próxima sexta-feira, dia internacional do idoso, não há muito o que comemorar quando o assunto é saúde ocular. Isso porque, a maior causa da catarata é o envelhecimento e

Saúde

São Paulo vai vacinar 2,5 milhões de pessoas contra febre amarela

A prefeitura de São Paulo anunciou que pretende vacinar 2,5 milhões de pessoas contra a febre amarela nas próximas semanas. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o número de Unidades

Saúde

Febre amarela leva União a reconhecer situação de emergência em 64 cidades

O governo federal reconheceu situação de emergência em 64 cidades devido ao surto de febre amarela. As portarias foram publicadas no Diário Oficial da União de hoje (20) pela Secretaria

Deixe seu comentário