Secretário-geral da OEA diz que Evo Morales deu um autogolpe

Secretário-geral da OEA diz que Evo Morales deu um autogolpe

Enquanto o ex-presidente Evo Morales e seus apoiadores afirmam que houve um golpe de Estado na Bolívia, executado pelos opositores com o apoio das Forças Armadas e da polícia, a oposição afirma que o governo tentava a reeleição ferindo a Constituição e desrespeitando o referendo realizado no país em 2016. Já o secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), Luis Almagro, disse que, na verdade, se tratou de um autogolpe.

“Houve um golpe de Estado na Bolívia. Ocorreu no dia 20 de outubro, quando se cometeu fraude eleitoral, que tinha como resultado a vitória do ex-presidente Evo Morales em primeiro turno. O tribunal eleitoral, ao anunciar a vitória em primeiro turno, pretendia perpetuá-lo no poder de forma ilegítima e inconstitucional. Era se manter no poder de uma das piores formas, roubando uma eleição. Quem está a favor dessa forma de autogolpe? Isso, sim, é voltar às piores épocas do Hemisfério. Isso, sim, é absolutamente condenável e inadmissível. A vergonha não é da OEA, que descobriu uma fraude eleitoral, é daqueles que o cometeram”, disse Luis Almagro, na reunião do Conselho Permanente, ontem (12).

Você pode gostar também

Limeira

Descentralizado, Festival de Aniversário encerra programação do aniversário de Limeira

As comemorações dos 191 anos de Limeira encerraram-se na tarde de ontem(24), com a última edição do Festival de Aniversário, no Jardim do Lago. Além dessa ação, marcada este ano

Limeira

Prefeitura faz melhorias na Avenida Lauro Correa da Silva

A Prefeitura de Limeira, por meio da Secretaria de Obras e Serviços Públicos, iniciou nesta semana a construção de guia, sarjeta e recomposição do pavimento asfáltico do trecho da Avenida

Limeira

Bolsonaro faz reunião para alinhar ações com ministros

A primeira reunião do presidente Jair Bolsonaro com a equipe ministerial, realizada hoje (3) no Palácio do Planalto, durou cerca de três horas. O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni,

Deixe seu comentário