Temer destaca papel do Brics na quarta revolução industrial

Temer destaca papel do Brics na quarta revolução industrial

Em discurso na abertura da 10ª Cúpula do Brics, o presidente Michel Temer declarou hoje (26) que o maior objetivo do bloco deve ser compartilhar desenvolvimento. Para Temer, o grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul tem papel de destaque no novo cenário imposto pela chamada quarta revolução industrial.

Em sua fala, Temer destacou o tema da quarta revolução industrial como relevante para a agenda comum dos países do bloco. O presidente ressaltou que o Brics tem peso nos fluxos globais de comércio e de capitais e “é um espaço privilegiado” para análise nesse novo cenário.

“Todos conhecemos a lógica que permeia essa nova revolução. A informação, o conhecimento e a dimensão digital passaram a constituir, definitivamente, o cerne da atividade econômica”, disse Temer em Joanesburgo nesta quinta-feira (26).

O presidente também sinalizou que o protecionismo não condiz com o cenário de desenvolvimento de novas tecnologias. ‘Hoje, a regra geral é esta: só somos competitivos quando somos abertos. Abertos a insumos mais sofisticados, a tecnologias mais avançadas, a ideias mais arejadas. Abertos, enfim, a mais investimentos e a mais comércio”

O presidente enfatizou que o setor produtivo está sendo reformulado e as transformações alteram as relações econômicas internacionais e a rotina dos profissionais. Temer destacou que neste processo de mudanças é fundamental investir em educação e na qualificação técnica e acadêmica dos recursos humanos.

“Profissionais, empreendedores, pesquisadores, estudantes, formuladores de políticas públicas – todos temos que estar preparados para um mundo mais veloz e mais flexível. Um mundo no qual o ativo maior de um país é a capacidade de seus cidadãos de assimilar conhecimentos e articulá-los de forma pertinente, ágil e criativa. Com a quarta revolução industrial, é essa capacidade que traz vantagens competitivas em ciência, tecnologia, inovação, declarou Temer.

O presidente também destacou a necessidade de maior integração entre os blocos econômicos e citou como exemplo as negociações entre o Brasil e países da Ásia, da América do Norte, o Mercosul, a Aliança do Pacífico e União Europeia.

“Nunca estivemos tão perto de concluir o acordo Mercosul-União Europeia. Buscamos maior abertura e, com ela, a constante modernização de nossa economia”, disse.

Temer disse que a disseminação da tecnologia digital é uma das respostas aos desafios da quarta revolução industrial e destacou que no Brasil as micro e pequenas empresa tem peso de quase 30% do Produto Interno Bruto (PIb) brasileiro, e que o ambiente para as startups “floresce no Brasil”. “Apenas este ano, vimos surgir três empresas desse tipo que já valem mais de 1 bilhão de dólares”, reiterou.

O presidente participa da 10ª Cúpula dos Brics desde ontem, em Joanesburgo, na África do Sul. O presidente teve reuniões bilaterais com outros chefes de estado do bloco, como a China. Amanhã está previsto encontro de Temer com líderes de países do Continente Africano.

Você pode gostar também

Política

Irmã de Aécio é presa em Nova Lima, na região metropolitana de BH

A Polícia Federal (PF) prendeu preventivamente na manhã de hoje (18) Andrea Neves, irmã do predidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG). Ela foi localizada em um condomínio em Nova

Política

Ministro do STF autoriza quebra de sigilo bancário de Waldir Maranhão

A ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio, autorizou a quebra do sigilo bancário do presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA). Marco Aurélio atendeu a um pedido feito

Política

Nilton Santos requer informações sobre contrato da área azul

Por meio de requerimento apresentado durante a sessão camarária desta segunda-feira (18), o presidente do Legislativo, vereador Nilton Santos, questiona o Executivo a respeito do contrato vigente com a empresa

Deixe seu comentário