Tribunal suspende chamada pública para contrato emergencial

Tribunal suspende chamada pública para contrato emergencial

O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE) suspendou de forma liminar nesta terça-feira edital de chamada pública para o contrato emergencial do transporte coletivo de Limeira. A decisão foi proferida pelo conselheiro Sidney Estanislau Beraldo, acatando quatro representações assinadas por advogados.

A medida ocorreu na véspera da apresentação de propostas por parte de empresas interessadas. A decisão da Prefeitura em encerrar o processo de intervenção no setor foi tomada no dia 26 de junho. No mesmo dia foi anunciada a contratação emergencial de uma empresa para operar no sistema durante um período de 180 dias.

A Prefeitura foi notificada nesta terça-feira sobre a decisão do TCE. O município terá um prazo de 48 horas para apresentar informações a respeito dos fatos que constam nas representações. A Prefeitura espera que, após prestadas as informações, o procedimento para contratação emergencial seja retomado.

Você pode gostar também

Limeira

Haddad diz que vai apresentar plano de contraposição a neoliberalismo

O candidato à Presidência da República Fernando Haddad (PT) ressaltou hoje (8) que o respeito aos valores democráticos será a base de sua campanha. Segundo ele, apresentará seu plano econômico

Limeira

Casa de Apoio Betânia busca ajuda para construir sua sede

A Casa de Apoio Betânia, entidade sem fins lucrativos que oferece suporte e apoio aos acompanhantes e familiares dos pacientes que estão hospitalizados ou em tratamento hospitalar em Limeira, está

Limeira

Secretário de Limeira reúne-se com empresa do projeto Trens Intercidades

O secretário de Desenvolvimento, Turismo e Inovação de Limeira, José França Almirall, reuniu-se nesta segunda-feira (17), em São Paulo, com Guilherme Quintella, da Estação da Luz Participações – uma das

Deixe seu comentário