Usuários reclamam em redes sociais de bloqueio do WhatsApp

Os serviços de troca de mensagens pelo aplicativo WhatsApp já estão bloqueados em todo o país por determinação do juiz Marcel Montalvão, da comarca de Lagarto (SE). A medida vale inicialmente por 72 horas, mas, se houver uma liminar derrubando a decisão, o serviço pode ser retomado antes desse prazo.

O assunto está repercutindo nas redes sociais como Twitter e Facebook. No Twitter, o bloqueio do WhatsApp está em primeiro lugar nos trending tops do país. Além de reclamar sobre a falta do serviço, os usuários fazem brincadeiras sobre como se comunicar sem o whatsApp.

No Facebook, internautas compartilham notícias e opiniões sobre o tema, além de memes relacionados ao bloqueio. As hashtags #nãoaobloqueio e #whatsappsembloqueio também estão sendo usadas.

A ordem de bloquear o WhatsApp ocorreu pelo mesmo motivo que levou ao pedido de prisão do vice-presidente do Facebook, em março deste ano: a empresa não forneceu à Justiça mensagens relacionadas a uma investigação sobre tráfico de drogas. O aplicativo já havia sido bloqueado em dezembro do ano passado, mas o serviço foi restabelecido em 12 horas por uma medida liminar.

Segundo o Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (SindiTelebrasil), todas as companhias receberam a intimação e cumprirão a determinação judicial.

Você pode gostar também

Tecnologia

Aplicativo para surdos transforma conteúdos da internet em Libras

Uma nova versão da Suíte Vlibras foi lançada esta semana em Brasília. Trata-se de um conjunto de ferramentas digitais que amplia a acessibilidade das pessoas com deficiência auditiva a conteúdos

Tecnologia

Vídeo da agência Plenna,Sim em homenagem ao Dia das Mães viraliza na internet

Vídeo criado pela agência Plenna,Sim de Limeira, para o Dia das Mães se tornou um viral pela mensagem simples, mas eficaz. A agência escolheu quatro mulheres para fazer um simples

Tecnologia

Vice-presidente do Facebook na América Latina é preso; empresa critica prisão

A Polícia Federal prendeu preventivamente na manhã de hoje (1º) vice-presidente do Facebook na América Latina, Diego Dzodan. Ele foi preso enquanto ia para o trabalho, no bairro Itaim Bibi,

Deixe seu comentário