Vendas para o Dia das Crianças recuam 4,2% em 2016, pior resultado da série histórica

Dados do SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito) mostram que em 2016 as vendas do comércio para o Dia das Crianças recuaram 4,2% quando comparadas ao ano passado. Em 2015, as vendas no comércio recuaram 3,4% frente ao mesmo período de 2014. Com isso, o resultado registra seu pior desempenho para a série histórica do Dia das Crianças, iniciada em 2008.

A FecomercioSP estimou que o faturamento total no varejo foi 3,9% menor do que em 2015 (descontada a inflação), cerca de R$ 2,2 bilhões a menos do que no ano passado. Esta estimativa é feita com base na projeção de uma nova queda real no faturamento do comércio varejista no Brasil em outubro, na proporção de vendas do período do Dia das Crianças em relação ao total do mês e no resultado de queda de 4,2% no número de consultas da base de dados da Boa Vista SCPC.

A queda das vendas no Dia das Crianças acompanha o recuo generalizado da atividade econômica, influenciada pelos juros elevados, maior desemprego e cautela dos consumidores.

O cálculo do volume de vendas para esta data é baseado em uma amostra das consultas realizadas no banco de dados do SCPC, com abrangência nacional. Para este dia das crianças foram consideradas as consultas realizadas no período de 1 a 12 de outubro de 2015, comparadas às consultas realizadas no mesmo período do ano anterior. A variação no faturamento real, por sua vez, é estimada com base na variação e na participação das consultas e na projeção da FecomercioSP para o faturamento da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) do IBGE.


PARTICIPE

Quer saber tudo sobre Limeira e região? Mande um WhatsApp para o número (19) 99501-5532 e passe a receber as principais notícias e informações sobre a cidade através do aplicativo. Faça parte do Alô e convide seus amigos para participar também!




Você pode gostar também

Nacional

TCU aponta 35 riscos na gestão da dívida pública do país

O Tribunal de Contas da União (TCU) constatou, em levantamento sobre as contas do governo, a existência de 35 riscos nos procedimentos de gestão da dívida pública. Entre os pontos

Nacional

Ibovespa atinge recorde com 74 mil pontos

O Ibovespa, principal índice de ações da B3 (junção da BM&FBOVESPA com a Cetip), atingiu recorde na manhã de hoje (11). O índice superou os 74 mil pontos, o maior

Nacional

O preço médio do aluguel registrou queda de 0,57%

O preço médio do aluguel registrou queda de 0,57% nos doze meses terminados em junho. O dado foi divulgado nesta quarta-feira (15) pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). Foi

Deixe seu comentário