Vítimas de estupro coletivo são ouvidas em Teresina

Uma das garotas ao chegar no Complexo de Defesa e Cidadania (Foto: Reprodução/TV Clube)

Uma das garotas ao chegar no Complexo de Defesa e Cidadania (Foto: Reprodução/TV Clube)


As três sobreviventes do caso de estupro coletivo em Castelo do Piauí foram ouvidas hoje (25) pela Justiça. Segundo o promotor do caso, Cesário Cavalcante, a audiência foi realizada na 2ª Vara da Infância e Juventude de Teresina, onde estão as três meninas.

Segundo o promotor, as meninas não têm conhecimento de toda extensão dos fatos. “Mas, dentro dos limites delas, da forma em que se encontram, foi muito proveitosa a audiência, as declarações delas.”

No total, a sessão durou aproximadamente duas horas e meia. Uma das meninas, que ainda está internada, também compareceu. As três estavam acompanhadas dos pais e, de acordo com o promotor, ainda estão muito afetadas.

Cavalcante explicou que, com as declarações de hoje, ficam encerradas as audiências sobre o caso. “Agora, a próxima fase é a das alegações finais. Vamos fazer um levantamento de tudo, dos depoimentos, dos laudos, para ver se provam que eles [os supeitos] são os autores dos crimes.”

Depois dessa fase, o processo será encaminhado ao juiz. Caso seja comprovada a participação do adulto, o promotor pedirá que ele seja pronunciado e encaminhado para julgamento no tribunal do júri. No caso dos menores [se for confirmada a participação deles], será pedida internação para cumprimento de medida socioeducativa. “Se ficar provado tudo que narrei na minha representação, vou pedir para o juiz determinar a internação definitiva dos menores, porque eles, atualmente, estão internados provisoriamente, por 45 dias”, informou o promotor.

Segundo ele, a jovem agredida que ainda está no hospital deve receber alta em breve. Ele disse que as meninas estão sendo acompanhadas por psicólogos e que estão reagindo positivamente.

De acordo com a Polícia Civil, os crimes ocorreram no dia 27 de maio, em Castelo do Piauí, a 190 quilômetros da capital, Teresina. As quatro garotas, com idades entre 15 anos e 17 anos, foram encontradas violentadas e desacordadas. No último dia 7, uma das jovens violentadas, de 17 anos, morreu em decorrência de esmagamento da face e de lesões no pescoço e no tórax.

As investigações indicaram que elas foram estupradas, agredidas e arremessadas do alto de um penhasco. Quatro menores foram apreendidos e um adulto preso, suspeitos de envolvimento no crime.

Você pode gostar também

Polícia

Três são presos vendendo brigadeiro de maconha no Rio

Três pessoas foram presas por venderem brigadeiros de maconha, na madrugada do último sábado, na Lapa, RJ. Com eles, foram apreendidos 64 “brigadeiros”, além de R$ 829 em dinheiro. os

Polícia

Polícia Federal conclui hoje inquérito sobre 14ª fase da Lava Jato

A Polícia Federal vai concluir hoje (18) o inquérito referente à 14ª fase da Operação Lava Jato. De acordo com a assessoria de imprensa do órgão, este é o prazo

Polícia

Prefeitura equipa Guarda com tecnologia GPS

Visando fortalecer o trabalho da Guarda Civil Municipal (GCM), a Prefeitura de Limeira equipou 40 veículos da corporação, incluindo 12 motos, com sistema de rastreamento e geolocalização, o GPS. Em

Deixe seu comentário